Usina de Letras
Usina de Letras
53 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60367 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9716)

Erótico (13520)

Frases (48255)

Humor (19555)

Infantil (4830)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139367)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Ensaios-->A Trindade do Amor -- 21/04/2002 - 10:27 (Alexandre da Silva Galvão) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
“...É um não querer mais que bem querer,
É solitário andar por entre a gente
É um não contentar-se de contente,
É cuidar que se ganha em se perder
É um estar-se preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor
É um ter com quem nos mata lealdade
Tão contrário a si é mesmo o amor...”

O Renato Russo tirou isso de Camões e da Bíblia não foi? Eu acho que sim... mas não interessa muito, o que interessa é a verdade que existe nesses versos. Veja que em nenhum momento se fala que quem ama está triste, pelo contrário, quem ama não contenta-se de contente, eu arrisco a dizer mais, quem ama assim alcança a verdadeira superioridade... É o amor de São Francisco de Assis, completo em suas três faces.
Eu não gosto de falar sobre Deus, por isso muita gente acha que eu não acredito em Deus. Acontece que eu tenho a minha própria interpretação desse fenômeno que é a origem e o fim de tudo. Deus é o Amor.
E veja bem que interessante, nós podemos classificar o Amor, que pode se sentir por um amigo, por um irmão, por namorado ou namorada, etc., em três tipos: (i) O amor carinhoso e protetor. É o amor que se sente por um filho. A esse amor podemos chamar de Amor de Pai; (ii) O amor a quem nos protege. É o amor que um filho sente pelo pai ou pela mãe. A esse chamaremos de Amor de Filho; (iii) O amor sem objeto, quando se ama simplesmente por amar, “...Amor verbo intransitivo...”, o Amor universal...
Bom, sabendo-se que (aqui, sai o 'poeta' e entra o 'engenheiro teórico'): (a) Deus é Amor, e (b) Deus é pai, filho e Espírito Santo, podemos concluir: Amor é Pai, Filho e Espírito Santo, ou, na minha concepção, Amor de Pai, de Filho e de Espírito Santo...
O mistério da Santíssima Trindade é só isso... sem drama, sem misticismos, sem agressões à física...
Amor demais não magoa, não mata, amor demais salva.
Paixão não é amor, paixão é desejo é querer possuir alguém a qualquer custo ou sacrifício.
É claro que há a possibilidade de se amar e se desejar ao mesmo tempo a mesma pessoa, nesse caso o desejo não chega ao nível destruidor de uma paixão e, portanto, se esvai se não houver correspondência desse desejo, mas o amor não... O amor é eterno. Você só pode dizer que ama alguém se acreditar que vai amá-la pra sempre e sob quaisquer condições.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui