Usina de Letras
Usina de Letras
70 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Querido diário -- 18/10/2002 - 18:01 (Ana Mendonça) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Meu querido diário,
sei que ando um pouco ausente, até pensei em mudar o teu nome para semanário, mas, não ia cair bem, pois, não o procuro já tem muito mais tempo, muito mais que uma semana.
Mas hoje resolvi vir aqui te contar umas coisinhas, posso até nem contar tudo porque, como você sabe, sou um tanto preguiçosa, mas vou tentar.
Sabe meu amigo, outro dia tive uma surpresa muito agradável, chegou até mim uma linda mensagem de um pensador, contador da vida em sonhos, em palavras mágicas, daquelas que nos faz arrepiar, você sabe como é, não preciso te explicar.
Ah, você nem imagina o bem que me fez tal mensagem, ela tirou-me de um estado meio tristonho, cutucou-me com dedos mágicos e chamou-me à vida.
E eu fui, caminhei sorridente naquele dia, pois, o doce gosto da magia pairava no ar.
A magia de sonhar sonhos coloridos, de inventar nomes, de rabiscar o céu, de brincar de passa-anel e fazer-se criança em momentos incertos, esconder-se com medo do bicho papão, nem tentar assobiar, pois, o saci escuta e vem assustar, ah, voltei a sonhar com os castelos que se encolhem com o rugido do mar...
Sabe meu diário, descobri o que faltava pra mim, era a poesia, aquela fada que enfeitiça, que embriaga os pensamentos e desenham o encantamento em folha de papel. Eu andava um pouco distante desta fada, não via graça em descrever sonhos criados em mente um tanto ausente de mim, mas o contador de histórias encantadas chamou-me a atenção, bolinou em meu coração de uma forma amiga e trouxe-me como presente a doce inspiração.
Por hoje é só meu diário, já fiquei preguiçosa, até podia falar contigo muito mais tempo, tenho muitas coisas pra te contar, mas fica para a próxima vez, pois, alguma coisa me diz, que a continuação desta página, não serei eu a escrever, ah não está entendendo, não é? Mas espere, se eu não estiver muito enganada, participará de uma nova brincadeira, sem nome no momento, mas esse brincar é divertido, é brincar de sonhar.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui