Usina de Letras
Usina de Letras
78 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60350 )

Cartas ( 21289)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9713)

Erótico (13520)

Frases (48232)

Humor (19546)

Infantil (4824)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139339)

Redação (3116)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5809)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Febre -- 02/02/2003 - 23:07 (Adriana Engelbart) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Febre

Adriana Engelbart



Tô com uma febre, um desassossego no corpo.

É uma elevação da temperatura,

é uma ruptura no caos.

É o que não cabe em palavras,

é segredo que só eu mesma decifro.



Tô com essa "coisa" exatamente agora.

Assim como é precisa

no corpo a tosca espora.

Sensíveis são os princípios.;

primitivas as ações (ou a falta de).



Por ser febre, passará.

Mas voltará, certamente,

num dia qualquer... em andanças nossas pelo mundo.

Por enquanto serás um sonho meu -

não mais o calor na minha pele.



Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui