Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60373 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9718)

Erótico (13520)

Frases (48265)

Humor (19557)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4183)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139381)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5813)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Verde Calistrato -- 09/03/2012 - 15:14 (Arlindo de Melo Freire) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


 




Verde Calistrato



 



                             Arlindo Freire*



O Páu-Brasil=Ibirapitanga



Caesalpinia Echinata



Deveria ser



Querido, Amado e Respeitado



Por cada brasileiro



Porque Ainda vive no Brasil



Com folhas Verdes Brilhantes



Mais as flores Amarelas



Exalando Perfume Natural



Dando a sua Mensagem



Com Fortaleza e Esperança



Para toda a Humanidade



Mais os Indígenas e Civilizados



Sem guardar Ódio nem Rancor



Mesmo depois daquele Horror



 



A semente do Pau-Brasil



Com a forma do Coração



É igual ao mapa do Brasil



Revelando sua Grandeza



Assim como de todo Mar



Em que possamos Amar.



 



No Pau-Brasil da Colonização



Houve bastante Exploração



Com a madeira e muita Tinta



Antes de ser quase Extinta



Cortada para ser Roubada



No contrabando Embarcada



Com destino a toda Europa



Sem deixar valor de Troca.



 



No vermelho como Sangue



A seiva do Páu-Brasil é Rica



Para o bom gosto Feminino



Em numerosas tonalidades



Fazendo alegria e bondade



À mulher de variada Idade.



 



Nas folhas de Verde Brilhante



Caesalpinia se mantém Elegante



Andando pelo mundo Cantante



Olhando e fazendo o que Quer



Com a sua elegância de Mulher



Sem temer o medo do que Vier



 



Na sua história de 511 Anos



Depois do feito de Cabral



A árvore da origem do Brasil



Ainda existe perante o Mal



Com o passado sobre o Varal



Feito por homens do Covil.



 



No Amarelo da pequena Flor



Continua sempre o seu Pavor



Sem perder ainda Esperança



Na simbologia da Confiança



E a cabeça para o azul do Céu



Oferecendo néctar para Mel.



 



O Pau-Brasil em cada Cidade



Pode ser uma feliz Realidade



Na purificação do ar sem Fim



Retirando a substancia Ruim



Para saúde geral com Paz



Pelohumano que sabe e Faz.



 



No saber atual da Medicina



A pesquisa começa a Falar



Que o Pau-Brasil ajuda Curar



A doença que Extermina



Desde o início dos Tempos.



 



Podemos pensar além Disso



No silêncio do Compromisso



Plantar pelas ruas e Avenidas



As sementes bem Preferidas



Produzidas em nossas Terras



Desde os planaltos até Serras



 



Neste mundo da Confusão



O Selecionador de Algodão



Pessoa humilde e Coerente



Deixou na sua vida Patente



Com determinação e Saber



Exemplo para o mundo Ver



 



Na frente de pequena Casa



Plantou 4 mudas do Vegetal



Na geografia Leste de Natal



Diante das Dunas e Oceano



Hoje com mais de 40 Anos



Como um dos seus Planos



Para defender a Natureza



Com sua decisão ou Firmeza



Hoje em dia ainda vivem Dois



Porque outros já se Foram!!!!



..................................................



Na falta de rima-métrica



Combina-se a Ibirapitanga.     



Homenagem



Ao Selecionador de Algodão



Raimundo Calistrato Sousa.



Natal-RN ........ *1911+2001



............................................................



*Jornalista-Sociólogo-UFRN.



  Natal-RN-Fev.2012.



 






 

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 20Exibido 533 vezesFale com o autor