Usina de Letras
Usina de Letras
75 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59666 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10320)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9537)

Erótico (13486)

Frases (47213)

Humor (19420)

Infantil (4625)

Infanto Juvenil (3939)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138776)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5658)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->A VIDA DE AUGUSTO MINEIRO -- 13/11/2003 - 18:00 (Altamirando Rodrigues da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A VIDA DE AUGUSTO MINEIRO
CONTADO EM VERSOS
I
MEUS CAROS LEITORES
VOU NARRAR UMA HISTORIA
DA VIDA DE UM AMIGO
CONHECIDO POR AI FORA
UMA INTENÇÃO BEM ANTIGA
GUARDADA EM MINHA MEMÓRIA
II
A HISTORIA DESTA PESSOA
JÁ IDA PARA O ALÉM
DEUS QUE ILUMINE A SUA ALMA
GUARDANDO-A COMO UM BEM
HINOS E PRECES QUE ENTOAM
INTENÇÃO DOS QUE FICARAM TEM
III
AUGUSTO RODRIGUES DA SILVA
DENOMINADO DE AUGUSTO MINEIRO
NO MUNDO NÃO VIVEU ATÔA
ATÉ SEU DIA DERRADEIRO
SUA VIDA UMA LUTA INTENSA
NA REGIÃO FOI PIONEIRO
IV
AGRACIADO PELA VIDA
FOI BOM PAI, FOI BOM FILHO
E POR SEUS AMIGOS ESTIMADO
HOMEM DE GRANDE BRILHO
SEU NOME É LEMBRADO
NOS LUGARES POR ELE PERCORRIDO
V
NASCIDO NAS MINAS GERAIS
NO MUNICÍPIO DE RIO DO PRADO
EM 8 DE JULHO DE 1913
VIVEU SETENTA E SETE ANOS E BOCADOS
JUSTOS, 163 DIAS A MAIS
DOS SETENTA E SETE ANOS CITADOS
VI
AUGUSTO MINEIRO ERA FILHO
DE ARISTIDES E VITORINA
CASAL DE MUITO BRILHO
NO MUNDO TEVE BOA SINA
AVÓS: PRUDÊNCIO E DELMIRA
SERTANEJOS DA CAMPINA
VII
BISA-AVÓS: NORBERTO E GENEROSA
EU TOMEI CONHECIMENTO
QUE VIERAM DO SERTÃO
FAZEREM UM ASSENTAMENTO
EM FORTALEZA TEVE FESTA
NUM DIA DO CASAMENTO
VIII
CONTA-SE QUE O PAI DE GENEROSA
LÁ DO CÓRREGO DO GAVIÃO
HAVIA PROMETIDO ESSA DONZELA
PARA NORBERTO QUE LHE PEDIU A MÃO
A PROMESSA FOI CUMPRIDA
NAQUELA OCASIÃO
IX
O PAI DE GENEROSA
QUE FOI MEU PENTA-AVÔ
DE SUA VIDA POUCO SEI
POIS NADA NINGUÉM INFORMOU
DO SEU NOME NÃO É SABIDO
SÓ SEI QUE ERA PROFESSOR
X
PARA REALIZAR O CASAMENTO
VEIO DO SERTÃO SUA GENTE
POIS ERA DE BOM GOSTO
A REALIZAÇÃO DAQUELE EVENTO
VEIO ATÉ A MARIQUINHA
ENCILHADA EM SEU JUMENTO
XI
POR FALAR EM MARIQUINHA
QUE PORTAVA PISTOLA E FACÃO
PROPÉCIO, IRMÃO DE VÔ NORBERTO
APROVEITOU DA OCASIÃO
ASSIM QUE VIU AQUELA MOÇA
PEDIU LOGO A SUA MÃO
XII
NAQUELA OPORTUNIDADE
MARIQUIHA FOI SURPREENDIDA
COMO ERA DE DECISÃO
RESPONDEU RÁPIDA E DECIDIDA
SE LEVAREM O MEU CILHÃO DE VOLTA
MINHA MÃO SERÁ CONCEDIDA
XIII
OS PARENTES ACOMPANHANTES
CONCORDARAM COM A LEVADA
DO CILHÃO DA MARIQUINHA
PARA DEIXA-LA DESOCUPADA
NÃO HAVERIA MAIS DESCULPAS
PARA LOGO NÃO ESTAR CASADA
XIV
E ASSIM FORAM REALIZADOS
DOIS CASAMENTOS NUM SÓ DIA
DANDO SEQÜÊNCIA A PROCRIAÇÃO
NOVAS FAMÍLIAS SURGIRAM
E EM FORTALEZA, PEDRA AZUL
GRANDE FOI A ALEGRIA
XV
DE NORBERTO E GENEROSA
NASCEU PRUDÊNCIO, MEU BISA-AVÔ
FOI UM HOMEM BEM CRIADO
QUEM O CONHECEU O RESPEITOU
ELE CONHECEU VÓ DELMIRA
E COM ELA SE CASOU
XVI
ARISTIDES RODRIGUES DA SILVA
FOI GERADO DESSE CASAL
PRUDÊNCIO E DELMIRA
A HISTORIA É REAL
TENHO ANOTADO NOS MEUS ANAIS
E EM MEUS VERSOS DOU AVAL

XVII
O MEU AVÔ ARISTIDES
JÁ MORANDO NO BARRACÃO
ÀS MARGENS DO RUBIM
RIBEIRO DA REGIÃO
CASADO COM VITORINA
MULHER DE MUITA AFEIÇÃO
XVIII
A FAMÍLIA DE ARISTIDES
ERA UMA PROLE ACENTUADA
QUINZE FILHOS TIVERAM
NÃO É INFORMAÇÃO EXAGERADA
APESAR DA FAMÍLIA GRANDE
VÔ CRIOU A BEM CRIADA
XIX
VOU COMEÇAR A DAR OS NOMES
A INICIAR POR TIA ALTINA
JOÃO,ANA, AURITA E AUGUSTO,
MARIA, NELSON,CLEMENTE E VIRGINIA
AUGUSTA, ALICE, IDALINA E ANETERCIO,
NEATOR E A CAÇULA VITORINA
XX
NO MEIO DESTA IRMANDADE
NASCEU AUGUSTO MINEIRO
MOSTRANDO DESDE PEQUENO
HABILIDADE E PÉ LIGEIRO
RECONHECIDO LOGO CEDO
SER UM HOMEM VERDADEIRO
XXI
NO CAMPO DOS NEGÓCIOS
DESDE A PRIMEIRA VEZ
QUEM NEGOCIAVA COM ELE
LOGO VIRAVA FREGUÊS
TRATAVA BEM SEUS COMPANHEIROS
E COM AS MULHERES ERA CORTEZ
XXII
MAS, TODOS SEUS IRMÃOS
ERAM ATIVOS E INTELIGENTES
COM MIMO FORAM BEM CRIADOS
CRIARAM UNIDOS AOS PARENTES
UMA FAMÍLIA ABENÇOADA
POR DEUS ONIPOTENTE
XXIII
QUERO DAR SEQÜÊNCIA
DA VIDA DE AUGUSTO MINEIRO
POIS DEUS JÁ DEU A SUA BENÇÃO
TIRANDO-O DO CATIVEIRO
TRANSFERINDO-O PARA A OUTRA VIDA
COMO HOMEM JUSTO E ORDEIRO
XXIV
VOU NARRANDO A SUA HISTÓRIA
E QUE FORÇA DEUS NOS DAI
PORQUE A PARTIR DESTE MOMENTO
EU O TRATAREI DE MEU PAI
ESTE POETA É UM DOS SEUS FILHOS
SE EU ERRAR ME PERDOAI
XXV
AINDA COMO ADOLESCENTE
JÁ FAZIA OS SEUS NEGÓCIOS
VÔ LHE DAVA TRATO FINO
MEU PAI NEGOCIAVA QUALQUER TRÓÇO
SUA CABEÇA MUITO FIRME
E NUNCA TEVE CONSIGO UM SÓCIO
XXVI
CRESCENDO NO TRABALHO
E CADA VEZ MAIS ESTIMA
EM CADA NEGOCIO QUE ENTRAVA
DAVA BEM O SEU RECADO
ENVOLVIA-SE COM AS MULHERES
POIS ERA MUITO AFEIÇOADO
XXVII
MEU PAI ERA UM BOM HOMEM
FILHO DE BOA GENTE
NOS NEGÓCIOS ERA DOUTOR
E A DEUS ERA TEMENTE
NÃO DISPENSAVA SUA FÉ
ERA UM HOMEM INTELIGENTE
XXVIII
OS RODRIGUES SÃO DA FÉ
DESDE OS MEUS ANTEPASSADOS
NA FAMÍLIA NÃO HÁ ATEUS
TÊM NAS MENTES CONTRISTADAS
AS LEIS DA SANTA SÉ
E DO DIVINO MAGISTRADO
XXIX
MEU PAI NOS ENSINOU
ENTRE AS SUAS GRANDES LIÇÕES
CONFIAR EM DEUS ONIPOTENTE
GOVERNANTE DAS NAÇÕES
DEUS É O VERDADEIRO AMOR
TENHAM ELE NOS CORAÇÕES
XXX
GUARDO A LIÇÃO COMIGO
DAQUELE HOMEM EQUILIBRADO
O AMOR NO MEU CORAÇÃO
É RELÍQUIA DO MEU PASSADO
A VOCÊ EU VOS BENDIGO
MEU PAI, MUITO OBRIGADO
XXXI
VIDA DE TRABALHO E ESPERANÇA
CONTINUA A SUA HISTORIA
TRABALHANDO NA ROÇA E NO CAMPO
NÃO CONTAVA O TEMPO EM HORA
MONTAVA BICHO XUCRO
E RASGAVA NA ESPORA
XXXII
COM O MEDO NÃO CONVIVEU
EM TUDO DAVA DEFINIÇÃO
HONRADO, BOM PAGADOR
JUSTO E DE BOM CORAÇÃO
PAGAVA DIREITO O QUE COMPRAVA
NÃO ATRASAVA CONTA NÃO
XXXIII
ESCOLA POUCO FREQÜENTOU
TEVE POUCA INSTRUÇÃO
MAS, DAVA TANTA LIÇÃO DE VIDA
ESTAVA SEMPRE EM AÇÃO
CONHECIA A NATUREZA DO TEMPO
E FAZIA AVALIAÇÃO
XXXIV
SUA INFÂNCIA FOI TRANQÜILA
APESAR DA RIGIDEZ
DE VÔ ARISTIDES E VÓ VITORINA
QUANDO MENINO NÃO TINHA VEZ
QUALQUER DESLIZE DO PIRRALHO
DO CHICOTE SERIA FREGUÊS
XXXV
ISSO TUDO ERA NORMAL
PARA AQUELA CRIAÇÃO
OS FILHOS RESPEITAVAM OS PAIS
O MAIS VELHO ERA O MANDÃO
HOJE, PAIS NÃO CONTROLAM FILHOS
POR ISSO NÃO HÁ UNIÃO
XXXVI
O MINEIRO TOPAVA TUDO
FOI LAVRADOR, VAQUEIRO E BOIADEIRO
NOITES E DIAS NA ESTRADA
FOI MENSAGEIRO, GUIEIRO, AÇOUGUEIRO
E PARA COMPLETAR OS EIROS
FOI TROPEIRO, VENDEIRO E FAZENDEIRO
XXXVII
A LABUTA EM SUA VIDA
ERA UM CASO DE RAIZ
QUANTO MAIS ELE TRABALHAVA
MAIS SE SENTIA FELIZ
QUANDO ALGUÉM O QUESTIONAVA
DIZIA – DEUS ASSIM O QUIS
XXXVIII
MEU PAI NÃO DAVA SOPA
PARA O TEMPO OCIOSO
SE O SERVIÇO AUMENTAVA
ELE FICAVA FOGOSO
A COISA QUE MAIS O IRRITAVA
ERA LIDAR COM HOMEM PREGUIÇOSO
IXL
QUANDO AINDA MUITO JOVEM
MUDOU-SE PARA O BARRACÃO
HOJE, CIDADE DE RIO DO PRADO
ENTRO NO RAMO DE BALCÃO
CONHECEU MARIA DE LOURDES
COM QUEM FEZ UNIÃO
XL
DESTA CURTA UNIÃO
NASCERAM DOIS MENINOS
IDELBRANDO, JÁ FALECIDO
E O OUTRO IDALINO
LOGO VEIO A SEPARAÇÃO
CADA UM SEGUE SEU DESTINO
XLI
ENTROU OUTRA MULHER EM SUA VIDA
OUTRA MARIA, MINHA GENITORA
TINHA SORTE COM AS MARIAS
DE ROCEIRA A PROFESSORA
SE NÃO ANDASSE NA LINHA
ENTRAVA LOGO NA VASSOURA
XLII
MUDOU-SE PARA JUCURUÇÚ
NA BAHIA, AINDA VENDEIRO
EM 47 EU NASCI
A VINTE E UM DE JANEIRO
FOI QUANDO ELE COMPROU FAZENDA
PORTANTO, VIROU FAZENDEIRO
XLIII
COM A FAZENDA COMPRADA
MUDAMOS PARA LÁ EM SEGUIDA
À TIRA-COLO DO MEU PAI
PARA A BARRA DA TERRA CORRIDA
AOS 17 DIAS DE NASCIDO PERCEBI
O QUE ME RESERVAVA A VIDA
XLIV
VIDA DE MUITO TRABALHO
MAS POREM COMPENSADORA
NOSSO BRINQUEDO ERA O SERVIÇO
O VELHO TINHA CORAGEM ARRASADORA
INFLUENCIAVA NOS TAMBÉM
JUNTO A NOSSA GENITORA
XLV
MACHADO E FACÃO NA MATARIA
PLANTANDO FEIJÃO, MANDIOCA E MILHO
ENGORDAVA VARA DE PORCOS
TROCAVA POR VACAS E NOVILHOS
ABRIU ALQUEIRES DE MATA VIRGEM
CRIANDO O SUSTENTO DOS FILHOS
XLVI
MEU PAI FOI BOM NEGOCIANTE
E NA ROÇA ERA UMA FERA
O SEU TERREIRO DE FARTURA
SEU ROÇADO UMA ESMERA
GÊNEROS EM ABUNDÂNCIA
SUA DESPENSA, SEM MISÉRIA
XLVII
FOMOS TODOS CRIADOS
SEM SOFRER A HUMILHAÇÃO
DA FOME ESGANADORA
PELA FALTA DO FEIJÃO
DE VIVERMOS ESFARRAPADOS
POR DESCUIDO DO PAIZÃO
XLVIII
CHAMAVA NOS SEMPRE ATENÇÃO
PARA A NOSSA HONRADEZ
-TRABALHEM MUITO E COM CUIDADO
PARA NÃO LHES FALTAR UMA SÓ VEZ
O ALIMENTO NA DESPENSA
E A CAMISA DE XADREZ
XLIX
-TRABALHEM FIRME ECONOMIZANDO
DEIXEM UMA RESERVA BEM GUARDADA
PARA NÃO SOFRER A AMARGURA
DOS QUE SÃO DESABONADOS
A VIDA NA TERRA É DIFÍCIL
PARA QUEM VIVE DESCONTROLADO
L
- NADA IMPEDE O HOMEM
DE TER A SUA RESERVA
NEM QUE SEJA O MÍNIMO
OLHEM O QUE FAÇO, OBSERVA
PRODUZAM E CONTROLEM AS DESPESAS
GUARDEM UM POUCO PARA A CONSERVA
LI
O VELHO FOI BOM AMIGO,
BOM PAI, BOM COMPANHEIRO
AOS CARENTES DAVA AMPARO
ATÉ SEU DIA DERRADEIRO
QUE DEUS TENHA CONTIGO
A ALMA DE AUGUSTO MINEIRO
LII
NA SUA ORIENTAÇÃO DE PAI
SUGERIA-NOS PROGRAMAÇÃO
-VIVAM COM CUIDADO E VIGILÂNCIA
SEMPRE COM BOA INTENÇÃO
FAÇAM OS SEUS PROJETOS E OREM
PARA NÃO CAIR EM ARMAÇÃO
LIII
-POIS O MUNDO ESTÁ CHEIO
DE ARMADILHA AO DESPREPARADO
NÃO LEVA A VIDA DE QUALQUER JEITO
PROGRAMEM E TENHAM CUIDADO
O MEDÍOCRE SÓ LEVA REIO
DO HOMEM VIVO E BEM TREINADO
LIV
-VEJAM OS EXEMPLOS QUE DOU
DADOS COM PRECISÃO
TENHAM ATIVIDADE EM SEUS PLANOS
PORQUE HÁ ESPERTOS DE MONTÃO
E VOCÊS SENDO DESATENTOS
NÃO VENCERÃO A COMPETIÇÃO
LV
- NA LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA
PARA DEFENDER O LEITE E O PÃO
PASSEM LONGE DA ORGIA
E MUITO MAIS LONGE DO GARRAFÃO
O VICIADO VIVE A ANGUSTIA
DE VIVER POBRE SEM TOSTÃO
LVI
-NÃO QUERENDO DIZER COM ISSO
QUE A POBREZA É DEFEITO
FALO DA MISÉRIA ABSOLUTA
DE QUEM NÃO PISA NO CHÃO DIREITO
DESPOJADO DE BENS FOI JESUS CRISTO
NO ENTANTO É PERFEITO
LVII
- O HOMEM NÃO É PERFEITO
MAS PRECISA DE CLARIDADE
PARA TUDO HÁ SOLUÇÃO
SÓ DEPENDE DA SUA VONTADE
TODA CAUSA TEM UM EFEITO
É SÓ CONHECER A VERDADE
LVIII
EM TODA OPORTUNIDADE
ELE DAVA LIÇÃO DE VIDA
SÃO POUCOS OS PROFESSORES
COM A CABEÇA TÃO INSTRUÍDA
SUAS PREVISÕES ERAM VERDADES
SUA INTELIGÊNCIA RECONHECIDA
LIX
UM DIA DEU UMA DE ASTRÔNOMO
PORQUE ERA DOTADO O MINEIRO
ELE TINHA UM ROÇADO
E CHAMOU SEU CRIADO “ZÉ CORDEIRO”
- VAMOS DEPRESSA RAPAZ
BOTAR FOGO NO BACEIRO
LX
SAÍRAM APRESSADOS
ELE FAZENDO UMA PREVISÃO
- OU QUEIMO O ROÇADO HOJE
OU VIRA CAPOEIRÃO
PORQUE HOJE VAI CHOVER
COM RELÂMPAGO E TROVÃO
LXI
APROXIMAVA-SE DUAS DA TARDE
O CÉU CLARO COMO LUZEIRO
SOL FORTE E SEM NUVENS
ERA MÊS DE JANEIRO
TODOS ACHARAM ESTRANHO
A PREVISÃO DO MINEIRO
LXII
TAL FOI A SURPRESA
DE QUEM ACHOU ESTAR BRINCANDO
ANTES DAS QUATRO DA TARDE
O DIA ESTAVA TURVANDO
COM NUVENS NEGRAS AMEAÇADORAS
RELAMPEJANDO E TROVEJANDO
LXIII
FOI QUEM TEVE ROÇA QUEIMADA
NAQUELE MÊS DE JANEIRO
NESSE DIA DEU TEMPESTADE
INVERNANDO O MÊS INTEIRO
PARA A NOSSA ADMIRAÇÃO
CHOVEU ATÉ FEVEREIRO
LXIV
A COLHEITA FOI FARTA
DAQUELA ROÇA BEM QUEIMADA
SEU ACERTO ERA CONSTANTE
DAS PREVISÕES POR ELE DADAS
TINHA O DOM DA VIDÊNCIA
QUASE TODAS ACERTADAS
LXV
MUITA GENTE O PROCURAVA
COM INTENÇÃO DE SE INFORMAR
SE TAL NEGOCIO DARIA CERTO
NÃO QUERIAM NO ESCURO ARRISCAR
ELE DAVA SEU PALPITE
COM INTENÇÃO DE AJUDAR
LXVI
MEU PAI TINHA EXPERIÊNCIA
ANALISAVA TUDO COM CUIDADO
AGIA COM NATURALIDADE
SEUS PLANOS BEM BOLADOS
SEUS PROJETOS TINHAM SEQÜÊNCIA
TUDO QUE DIGO É COMPROVADO
LXVII
ELE PREVIA MUITA COISA
ATÉ COM MUITOS ANOS NA FRENTE
ACUMULOU EXPERIÊNCIA
TINHA UM RACIOCÍNIO LATENTE
SUA MENTE SEMPRE ATIVA
E SUBCONSCIENTE DILIGENTE
LXVIII
A VIDA DO MEU PAI
FOI PRATICAMENTE SEDENTÁRIA
E FOI VIVIDA INTENSAMENTE
CONFORME A SUA FAIXA ETÁRIA
DO MEIO AO FINAL DA SUA EXISTÊNCIA
VIVEU UNICAMENTE DA PECUÁRIA
LXIX
COM MARIA MINHA MÃE
TEVE SEIS FILHOS AMADOS
ALTAMIRANDO ESTE POE TA
E O SEGUNDO FILHO, GERALDO
O TERCEIRO, MANOEL, “FALECIDO”,
ARISTIDES, ETELVINO E AGNALDO.
LXX
VOU FAZER UM RELATO
DE COMO ERA CHEGADO ÀS MARIAS
ALÉM DAS MARIAS CITADAS
HOUVE OUTRAS EM SUA COMPANHIA
COMO É O CASO DE MARIA JOSÉ
SUA COMPANHEIRA DOS ÚLTIMOS DIAS
LXXI
COM MARIA JOSÉ TEVE DUAS FILHAS
DANDO ALEGRIA QUE JAMAIS VI
REGISTRADAS COM NOMES RIMADOS
SENDO A MAIS VELHA JENY
A PRIMEIRA FILHA DA PROLE
A SEGUNDA E CAÇULA, SUELY
LXXII
COM OS FILHOS NÃO ENCONTROU
NENHUMA BARREIRA QUE ATRAPALHASSE
A VIDA QUE LEVAVA
COM AS MULHERES QUE ELE AMASSE
MESMO NÃO CONCORDANDO
NÃO HAVIA COM QUEM RECLAMASSE
LXXIII
PELA A AMIZADE COM OS SEUS
OS FILHOS NÃO O QUESTIONAVAM
TRATAVA NOS COMO AMIGOS
PARA NÓS NADA FALTAVA
HONRAVA SEUS COMPROMISSOS
NADA LHE DESABONAVA
LXXIV
FOI ASSIM A SUA CONDUTA
ATÉ O SEU ULTIMA DIA
EM SEU LEITO DE MORTE
DAVA CONSELHO DE VALIA
NÃO HOUVERA UM CONSELHO SEU
FORA DA FILOSOFIA
LXXV
SEMPRE TEVE BOAS IDÉIAS
PENSAMENTO FIRME E COERENTE
EM TODAS SUAS INVESTIDAS
ERA ASTUTO E COMPETENTE
DENTRO DOS DIREITOS DO CIDADÃO
FOI JUSTO, ORDEIRO E VALENTE
LXXVI
AINDA QUANDO MOÇO
TENTOU A VIDA COMO TROPEIRO
NÃO EXISTIA VEÍCULO MOTORIZADO
O TRANSPORTE ERA CAVALEIRO
NAS MATAS QUE TANTO CHOVIA
PENAVA, COM AS CHUVA E ATOLEIROS
LXXVII
A REGIÃO FOI EVOLUINDO
ELE TOMOU OUTRO RUMO
ESTABILIZOU COM O SECO E MOLHADO
VENDENDO PRODUTO DO CONSUMO
ALGUMA RÊS FOI COMPRANDO
LUCROS DO SAL, DO AÇÚCAR E DO FUMO
LXXVIII
MEU PAI COMPROU FAZENDA
PASSOU A SER FAZENDEIRO
ENTROU NO RAMO AMBULANTE
COMPRADO GADO, PORCO E CARNEIRO
GUARDAVA SUAS ECONOMIAS
TRABALHANDO FEITO BOI CARREIRO
LXXIX
CONSEGUIU UMA BOA ECONOMIA
VIVEU BEM, RELATIVAMENTE
USUFRUIU SEGUNDO SEU MODO-VIVENDO
MORREU, AGRADECENDO O ONIPOTENTE
NÃO ARREPENDENDO DO TRABALHO
USUFRUIU E DEIXOU BENS PRA GENTE
LXXX
ÀS VEZES O PROCURAVA
PARA PEDIR UMA DEFESA
AMEAÇADOS DE CADEIA
PARA A QUALQUER HORA SER PRESA
FOSSE CAUSA JUSTA, TOMAVA A FRENTE
FAZIA JUSTIÇA FRANCAMENTE
LXXXI
PARA FALAR DA SUA JUSTIÇA
POIS NÃO ERA INADIMPLENTE
NÃO GOSTAVA DE ENROLADA
ERA ADVOGADO DOS CARENTES
PARA DEFENDER O INJUSTIÇADO
ENFRENTAVA ATÉ TENENTE
LXXXII
EM CRUZEIRO DO SUL
ACONTECEU UM CASO DESSES
PARA DEFENDER UM INOCENTE
FEZ COM QUE A POLÍCIA CORRESSE
QUERIA PRENDER O TIÃO BEIRÚ
SEM QUE O POBRE MERECESSE
LXXXIII
ESSES CASOS NÃO ERAM RAROS
POR SER ELE RESPEITADO
HOMEM DE PULSO E DE MORAL
O QUE DIZIA ERA ACATADO
E TODO MUNDO AVALIZAVA
POR ISSO ERA PROCURADO
LXXXIV
EM SUA VIDA PASSAGEIRA
EXISTE MUITA HISTÓRIA
A VERDADE AQUI CONTADA
ANOTEI E GUARDO NA MEMÓRIA
PASSEI INFORMAÇÕES AOS LEITORES
COMO UM ATO DE VITÓRIA
LXXXV
TÊM EXEMPLO PARA DAR
QUEM COM ELE CONVIVEU
TODA REGIÃO O CONHECIA
COM A FAMA SEMPRE VIVEU
DE SER UM HOMEM DA VERDADE
HONESTO, DESDE O DIA QUE NASCEU
LXXXVI
SEMPRE ZELOU O NOME
SUA EXISTÊNCIA FOI DE HONRADEZ
EM TODOS OS PONTOS DE SUA VIDA
NÃO HÁ QUEM CONTESTE UMA SÉ VEZ
FEZ MILHARES DE NEGÓCIOS
FOI SEMPRE UM BOM FREGUÊS
LXXXVII
SUA ALMA ESTÁ GUARDADA
NO ORIENTE DO SENHOR
OS ANJOS A ACOMPANHANDO
EM CANTOS DE LOUVOR
AQUI SEMPRE SERÁ LEMBRADA
A SUA PASSAGEM COM AMOR
LXXXVIII
FAÇO AQUI UMA PRECE
PARA OS QUE FALECERAM
A DEUS QUE COMPADECE
DOS MEUS QUE JÁ MORRERAM
QUE SUAS ALMAS RESPLANDECEM
SOBRE O MUNDO QUE VIVERAM
IXC
A DEUS REZO PELA A SUA ALMA
ROGANDO COM HUMILDADE E FERVOR
SEU ESPÍRITO VIVERA NA CALMA
PRODUZIDA PELO O NOSSO AMOR
BRADO E BATO PALMAS
AMANDO-O, SEJA LÁ ONDE FOR
XC
ROGO AO SUPREMO A. DO UNIVERSO
PARA A SUA ALMA A PAZ
JUNTAMENTE A MINHA MÃE
QUE MUITA FALTA NOS FAZ
E QUE POSSAM NOS ORIENTAR
POIS, ESQUECE-LOS...JAMAIS!
XCI
GOSTARIA DE CONTINUAR
MINHA PENA É FOGOSA
VERSEI A VIDA DE AUGUSTO MINEIRO
TAMBÉM, NARRAREI EM PROSA
AGUARDE, LEITOR AMIGO
UMA HISTÓRIA LIMPA E HONROSA

O A U T O R

A UGUSTO RODRIGUES DA SILVA
L ABORIOSA VIDA PASSADA
T OMOU ESPAÇO NOS CORAÇÕES
A MOR FOI O QUE PLANTOU
M ISTURADO COM AS LIÇÕES
I DEALIZEI O QUE RIMOU
R IMAVA TAMBÉM ELE, OS SEUS REFRÕES
A DOCICAVA O AMARGO
N EGAVA ABRIGO AO IMPOSTOR
D ANDO GUARIDA AOS CAMARADAS
O STENTAVA BONS PADRÕES

R ODRIGUES SEU SOBRE-NOME
O RNAMENTADO COM O DA SILVA
D EU INFINIDADE DE PARECERES
R ITIMANDO SUA MENTE VIVA
I DOLATRADO TAMBÉM, PELOS HAVERES
G UARDADOS COMO OS PRAZERES
U TILIZADOS PARA A REVIVA
É UM PASSADO AUSPICIOSO
S AUDADES... ESTAMOS A DERIVA.

F I M

PRADO, MARÇO DE 1992.


ALTAMIRANDO RODRIGUES DA SILVA
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui