Usina de Letras
Usina de Letras
90 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60367 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9716)

Erótico (13520)

Frases (48255)

Humor (19555)

Infantil (4830)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139367)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Ensaios-->ENSAIO SOBRE A LIBERDADE -- 30/09/2007 - 01:12 (SALETI HARTMANN) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A pedido de uma menina da minha cidade, que gosta muito da apresentadora, escrevi um poema sobre Xuxa, e publiquei em Usina de Letras.
Qual não foi meu espanto, ao receber um e-mail de uma certa Editora Ouro, (sem identificação de nome), chamando-me de retardada e idiota, dizendo que é por causa de pessoas como eu, que a Xuxa enriqueceu.
Pergunto:
Onde está a Liberdade de Expressão, nesta editora? Que tipo de livros ela publica?
Usei do meu livre arbítrio para escrever sobre uma personagem pública, quer queiram, quer não, muito querida, em todo o mundo, por crianças, jovens, adultos e idosos. Se ela enriqueceu, é problema dela. Enriqueceu fazendo sonhar várias gerações de crianças.
Gostaria de dizer, neste Ensaio, que minhas publicações são LIVRES, e sempre respeitei o estilo e o gosto alheios.
Enfim, neste mundo de deuses e deusas fabricados ou não pela mídia, podemos (ou não?) escolher a quem queremos enriquecer ou criticar?
Uns querem Ronaldinho Gaúcho (não estou condenando), outros querem Plaiboy, outros ainda, preferem cantar e agradar as duplas sertanejas mais badaladas do momento. Estão enriquecendo com isso? É porque têm um dom, um talento que está sendo merecidamente valorizado. Ou porque a sua estrela foi predestinada para brilhar um pouco mais do que o comum, já desde antes do nascimento.
Gostaria de ser respeitada nas minhas manifestações de carinho e de admiração através dos meus textos literários, pois jamais pensei em levar um susto tão grande, com um desrespeito total à minha liberdade individual de expressão.
Aliás, a LIBERDADE DE EXPRESSÃO é quase uma súplica em todos os poemas que escrevo, pois sou filha de um soldado que esteve na Segunda Guerra Mundial, e desde que compreendi o valor desta palavra, procuro incluí-la nas minhas publicações, para lembrar e relembrar - sempre - que é preciso lutar todos os dias para manter a LIBERDADE já conquistada até o momento pelas almas mais sensíveis e mais livres do Planeta.
Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 5Exibido 1195 vezesFale com o autor