Usina de Letras
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59659 )

Cartas ( 21254)

Contos (13324)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47208)

Humor (19419)

Infantil (4619)

Infanto Juvenil (3936)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138766)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Confusão de idéias -- 18/03/2002 - 01:29 (Ana Paula Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Hoje, neste segundo, sinto-me pequena, sinto-me com um grão de areia num deserto; sem armas pra lutar contra o vento que insiste em me carregar. Vento que não desiste tentar me desmoronar.

Ao som da vida não consigo alinhar certas notas musicais, que teimam sair da afinação.

Mas é sob linhas tortas que vemos o quanto somos indefesos diante de um mundo cruel, obscuro... traidor.

Por que a felicidade dura tão pouco tempo? Paro e nessas horas me pergunto: quão frágil é a carne, capaz até de destruir um coração.

Temos a consciência... uma arma que funciona sempre e às vezes se torna gigante, pesada, cheia de indecisões. Por que pensamos muito em alguém?

Talvez porque sintamos que tais pessoas são partes de nós e não queremos ver nossas partes destruídas, mas sim vê-las unidas, perfeitas. A perfeição é quase impossível e , às vezes as partes se separam e nenhuma delas consegue ser tão bela, porque o destino foi cruel em separá-las, deixando-as gravemente feridas.

Nunca ninguém será dono de alguém... e é por esse motivo que surge o medo. O medo chega apenas pra apavorar a alma! O coração, tão frágil, se entrega ao medo, e passa a ser um objeto manipulado; manipulado pelos fatos ruins que passam por nós. Indefesos nós? Não, não somos. A carne pode ser fraca, mas a alma quando entrega-se a Deus se torna tão forte quanto ele, sendo capaz de mudar o rumo dos acontecimentos e fazer com que a vida seja magnífica.

Quando acredita-se que algo vai acontecer, que alguma coisa tem que mudar, junto com a fé as mudanças ocorrem e nos deixam mais calmos.

A mentira é outra vilã: gosta de roubar a confiança, apenas pra se exaltar. Mas chega o grande remédio: o tempo e esse remédio traz em sua fórmula a verdade. As vezes a fórmula parece estar fora do prazo de validade, pois a verdade está amarga e quando isso acontece, chega a compreensão, o carinho, o amor para adocicar esse remédio e contudo conserta-se algum defeito humano; um defeito que muitas vezes custa a arrumar. Tem defeitos irreparáveis, incuráveis, que com o tempo melhoram um pouco, amenizando a dor. E, quando essa dor desaparecer gradativamente, tenha a certeza que você se libertou, de um mundo triste e ingrato; e agora, mais do que nunca você renasceu, pra ser feliz!

Seja autêntico sempre... seja feliz, mas trilhando o caminho da verdade e não magoe quem você ama, pois machucar uma alma é como destruir uma vida. Seja transparente e confie no amor. Ele te fará sofrer, mas apenas pra você perceber que ele existe e pode mudar sua vida!

Apague as maldições do seu pensamento e dê valor a quem te ama. Faça valer a pena. Viva e deixe as circunstâncias pra lá... Aproveite cada passo que você trace, mesmo que seja em falso. Um dia você consegue, é só querer!





Momento de incertezas

Ana Paula Ferreira

11/10/2001



Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui