Usina de Letras
Usina de Letras
88 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59659 )

Cartas ( 21254)

Contos (13324)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47208)

Humor (19419)

Infantil (4619)

Infanto Juvenil (3936)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138766)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->FICO SÓ -- 16/03/2003 - 11:06 (Alexandre Marcos Seolim Rodrigues) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Quando as estrelas abrem os olhos

A noite vem me desejar boa noite.



Ela me abraça, fria e arrepiada.

Não há portões por onde fugir.

Eu fico só.



Seu nome bate, rebate,

Faísca e transborda

Em minha mente.



Chamo, clamo!

Você não entende,

Eu não sei dizer.

Fico só.



Nas palavras que eu repito,

Eu repito você,

Que não tem onde,

Não está em lugar nenhum,

É invisível, intocável.

Fico só.



Sol, solidão,

A chama arde,

Cinzento coração,

Solitário, choroso.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui