Usina de Letras
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59807 )

Cartas ( 21263)

Contos (13364)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9574)

Erótico (13486)

Frases (47456)

Humor (19436)

Infantil (4673)

Infanto Juvenil (4003)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138972)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5699)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Diário de um Só -- 26/05/2003 - 18:46 (Nelson Pimentel) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Tem dias que me acho só, abandonado

E me sinto tão infeliz, tão miserável...

Digno de sentir-se dó, desprezo ou algo comparável.



Estes são os dias em que meu sorriso não me engana

Não engana ninguém! Fica sem graça.

Afinal de contas, embora garanta e afirme o tempo todo que ser quem sou é bom e divertido, não é. Não tem graça nenhuma.



É difícil.



É duro acordar todos os dias e repetir as mesmas coisas.

É desgastante sentir algo e não saber ao certo o que se sente

É humilhante a derrota de sentir e ter medo de assumir o que se sente

É vergonhosa a condição de quem deseja tudo que vê e não consegue ter nada, nem o que se tem.



É triste ver o tempo passar cada vez mais rápido e observar cada ano, cada mês, cada dia, cada segundo vividos contribuir para o nada.

É angustiante passar em branco pela vida

Sem grandes amigos, sem grandes inimigos. E o que é pior nisso tudo, sem grandes amores.



É monótono assistir a vida passar por entre os dedos e constatar que meus erros se repetem e minhas ambições se enterram num buraco sem fim.



É, tem dia que é melhor não existir

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui