Usina de Letras
Usina de Letras
57 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60358 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19549)

Infantil (4827)

Infanto Juvenil (4176)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139354)

Redação (3117)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->ADEUS -- 01/07/2003 - 20:02 (Antonio Clarete Paes) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
ADEUS

JÁ FAZ MUITO, MUITO TEMPO

UM SÉCULO, TALVEZ MAIS, NÃO SEI

MAIOR E MAIS PROFUNDO

É ESTE VAZIO NO PEITO

QUE SINTO E SENTEM TAMBÉM

OS PASSOS MEUS

AGORA, LENTOS DEMAIS

NESTE UNIVERSO SEM SENTIDO,

SEM VIDA, SEM DEUS

SEM NADA!

OH! DOR AMARGA QUE ME ESTRAÇALHA

HORAS QUE PASSAM

E REPASSAM

NUMA SUCESSÃO CAÓTICA DE SEGUNDOS.;

DESCOLORIDA ALMA MINHA

QUE NADA PODE

E SE EXPLODE

DOIDA E SEM RUMO!

OH! FORÇA INDOMÁVEL

QUE ME ARRASTA E ME PERDE

E ME MATA!

PORQUE DESCONHECIDOS CAMINHOS

MEUS PÉS

AINDA ME LEVARÃO?

QUE DESCONHECIDA CAUSA

POR-ME-Á LIVRE

NUM SEGUNDO QUALQUER NESTE TEMPO

DESTE TEMPO ETERNO DE TORTURA

SEM FIM!

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui