Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3730)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138242)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->RETARDATÁRIO PARA O ANIVERSÁRIO DE JORGE -- 10/06/2004 - 19:22 (Benedito Generoso da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. RETARDATÁRIO PARA O ANIVERSÁRIO DE JORGE

Estive fora de rota,
Só que ainda estou inteiro
Embora com roupas rotas,
Por um coice no potreiro,
Soube com muito atraso
E quase que por acaso,
Que faz ano outro Usineiro.

Jorginho é companheiro
Dos amigos que eu tenho,
Eu chego bem atrasado,
Só que não é por desdenho,
Passando por maus momentos,
Com trovoadas e ventos
Abraçar Jorge eu venho.

Até mesmo o Rubenio,
A nossa estrela gigante,
Reapareceu no céu
Para fulgir um instante
E assim não deixar passar
Sem a luz de o seu brilhar
Tão nobre aniversariante.

Minha alegria é bastante
Ao homenagear o amigo,
Outros mais já o fizeram
Só que uma coisa eu digo:
Sem bola estou desta vez,
Mas aqui entre vocês
Jogar ainda consigo.

Ao enfrentar o perigo
De montar um redomão,
Eu estou fora de forma
Devida a uma contusão;
Um cavalo ensandecido,
Que é meu coração ferido,
Derrubou-me no estradão.

Fiquei sem cama e colchão,
Nem leito para dormir,
Abracei o computador
E vi a Usina florir,
Pois que era aniversário
De Jorginho, o canário,
Que ao cantar me fez sorrir.

Se um soldado fugir,
Fica a bandeira erguida;
Perdendo-se a batalha,
Pode a guerra ser vencida;
Oh, Deus! Se eu te valho, Vales,
Por isso, irmão Jorge Sales:
Que te sorrias a vida!

BENEDITO GENEROSO DA COSTA
benedito.costa@previdência.gov.br

Leia o Cordel de Jorge Sales:O dia do meu aniversário





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 101Exibido 761 vezesFale com o autor