Usina de Letras
Usina de Letras
19 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62472 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10469)
Erótico (13578)
Frases (50857)
Humor (20082)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140901)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Sucesso efêmero -- 08/08/2003 - 12:44 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clic’ali>> Como jogar o tênis melhor que o Guga























Ao partir numa jornada,

ajuda muito saber

pra onde a caminhada,

o rumo que vamos ter.



Mas não vamos esquecer

que o que há de real

é o passo, sem temer,

que damos, o atual.



Isto é tudo que há

neste exato momento.

A ler vamos começar,

agora, um movimento...



Nossa jornada de vida

dois propósitos encerra:

um externo — avenida

do futuro — uma serra



que escolhemos de vez

para galgar, conquistar,

ter coisas daqui um mês,

ou depois de nos formar.



Mas os passos lá da frente

prendem nossa atenção,

nos distraem do presente

passo, nem vemos o chão.



Perdemos completamente

o propósito interno

da vida e, cegamente,

tropeçamos no externo.



O propósito interno

nada tem com o "aonde",

ou, para qual bom inferno,

ou, por mais que você sonde,



com "o que" você opera.;

mas tem com o "de que modo"

está subindo a serra,

é o que diz um rapsodo.



Nada tem com o futuro,

mas tem com a qualidade

que se vê no cônscio puro,

com presencialidade.



O tempo e o espaço

são dos planos lá de fora,

mas existe outro braço,

a dimensão do Agora.



Nossa jornada externa

pode ter milhões de passos,

e exigir muita perna,

pra chegarmos uns bagaços.;



mas a jornada interna,

no entanto, nos exige,

pra chegar à luz eterna,

um só passo, o que vige,



deste exato momento,

que contém nossa essência,

se durante tal evento

dele temos consciência.



Todos os outros contendo,

contém o nosso destino.;

com isso, acaba sendo

o nosso mais belo hino,



que nos leva para dentro

do Ser, que nos ilumina,

nos coloca em seu centro,

pra jornada genuína.



Que diferença nos faz

ter jornada concluída,

uma jornada kapás

ou infeliz, nessa vida?



A diferença será

termos ou não alcançado

o nosso grande maná,

o Ser, junto ao visado.



Se sim, o resto é jogo,

o qual você aprecia,

continua sem afogo,

com ele se delicia,



ou esquece o revés

do propósito frustrado,

certo de que os seus pés

podem ir pra outro lado.



Se não, mesmo com riqueza

externa, cada vez mais,

ficará com a pobreza

interna, de cais em cais.



E a lei da permanência

impossível predomina.;

cedo ou tarde, há falência,

"um fracasso" que germina



do propósito externo,

que alcançou o sucesso

e, depois de um inverno,

sofre natural decesso.



Quanto mais cedo melhor

perceber mais este fato.

É bom saber bem, de cor,

ao ganhar campeonato.



Tornando cada conquista

subserviente ao Ser,

você não é arrivista,

sucesso sempre vai ter.



Clic"ali, oh:===>>>Espere o gato passar

























































































































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui