Usina de Letras
Usina de Letras
35 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59656 )

Cartas ( 21253)

Contos (13324)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47208)

Humor (19423)

Infantil (4618)

Infanto Juvenil (3936)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138764)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Carta de Natal de um Suicída -- 24/12/2002 - 01:26 (A. AAA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Depois que você foi embora, tudo mudou. A realidade para mim anda tão destorcida. Eu ainda não acredito. Eu só quero dormir, assim eu estou longe deste mundo. Ainda não acostumei. Eu tento te esquecer, mas quando acho que consegui, algo, uma brasa dentro de mim reacende, não sei como, não sei porque. Depois de você, não existe nada. Eu perco o sono todas as noites por ti. Quando estávamos juntos eu só via a ti, o tempo parava, eu era pleno, era eterno. Acho que vivemos intensamente, por isso você me abandonou tão logo. Este natal será triste. A cada natal que passo, eu percebo que eles vão ficando cada vez mais tristes. Mais atrofiados. Amanha sentirei dor, enquanto todos comemoram. Você ainda não desvendou meu mistério. Deixei recado na sua casa para que me ligue, acho que você não ligará. Não esperarei. Sinto tanta sua falta, mas você não sentirá a minha. Sei que não. Passarei o natal sozinho, este ano eu quero ficar com a solidão, que ocupa seu lugar. Vou beber sozinho, e chorarei sozinho, matando um pouco do que sinto por você. Troco as madrugadas pelos dias. Perdi a vontade de fazer qualquer coisa. Não quero mais falar da lua, nem do mar, nem de amor, nem de seu rosto belo, nem de você. O que sinto por você ainda alimento com lembranças, com falsas esperanças, com a sua ausência. Antes você que o alimentava, com sua presença, seus sorrisos, seus beijos, com você. Porém. Enquanto todos festejarem, festejarei sozinho, comemorarei minha morte definitiva, pois depois que você se foi eu passei apenas a existir, não vivo mais. Eu fiquei para trás contigo. Quero que quando for ler esta carta, pelo menos uma lágrima deslize sobre seu rosto, pois no meu já deslizaram tantas, que ele encontra-se constantemente molhado. Não deixarei esta carta junto ao meu corpo, pois alguém que não sabe de nada poderia interpretar-me e a ti mal. Por isso eu mandei pelo correio, pelo menos coragem não vai me faltar, imagine se eu desistisse e a carta chegasse para você. Eu me sentiria um patético. Aqui esta as últimas linhas que eu escrevi, e um dos últimos pensamentos que tive sobre você, pois saiba que ate na hora de minha morte, em minha agonia, em meu último suspiro ainda estarei embalado nos seus braços, nas minhas lembranças. Desejo-te uma vida repleta de vitórias, pois a minha começou com uma grande derrota, e ela me levou a minha decadência. á minha loucura. Feliz Natal meu amor, e um próspero ano novo.

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui