Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Ao estilo zen -- 22/08/2003 - 09:13 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clic"ali,oh:=>>>Quando gente não mais existir





























A essência é o Cristo,

mas o termo não importa,

a presença está nisto,

se isso mais lhe conforta.



A única diferença

é que Cristo nos envolve

mais, por ser a nossa crença.

A esta ninguém devolve



um sinal de consciência,

ao contrário da presença,

que significa essência

atenta de Deus, defensa.



Aceitando que não há

nem passado, nem futuro

em Cristo, o avatar,

acabamos com o furo.



Cristo não foi, nem será.

Isso é contradição.

Em verdade, Cristo há

em qualquer ocasião.



Qual homem, Ele viveu

sua própria natureza.;

a presença exerceu

em toda a Realeza.



"Eu sou, antes que Abrahão

tenha por si existido",

disse ele num sermão,

e, não, "antes de nascido".



Isso significaria

que ao tempo e a forma

Ele se submeteria,

como boa plataforma.



Mas quando disse "Eu sou",

houve algo radical,

com passado não contou,

mostrou-Se atemporal.



Ao estilo zen, disse

com grande profundidade.;

quis, sim, que se transmitisse,

sem qualquer dubiedade,



o conceito de presença,

auto-realização.

Foi além da conhecença

sobre o tempo vilão,



e penetrou no domínio

da pura eternidade.

Foi com esse tirocínio,

essa enorme verdade,



que o eterno surgiu,

sem ser um tempo, sem fim.

"Tempo nenhum!", definiu,

à beira de um jardim.



Assim, o homem Jesus

revelou-se como Cristo,

um veículo de luz,

de consciência, benquisto.



Que diz a Bíblia, de Deus?

"Eu fui e sempre serei"?

O que se lê em Mateus?

"Eu era, agora sei?"



Mas isso conferiria

realidade maior

ao que foi e que viria,

saberíamos de cor.



Disse:"Eu sou o que sou."

Sobre tempo, nada disse.

Só a presença constou.;

a mais, nenhuma tolice.



A consciência humana

sofre a transformação:

"a segunda vinda", sana

a nossa compreensão,



muda tempo pra presença,

pensar, pra consciência.

E engana-se quem pensa

que alguma eminência



vai aqui desembarcar,

dizendo que retornou

somente pra nos lembrar

o que Ele ensinou.



Se Cristo aqui chegasse,

de algum lugar de fora,

seria bom que falasse

logo: "Eu sou o Agora."



Ou, talvez, melhor dissesse:

"Eu sou a Vida Eterna."

Antes que você quisesse

pedir-Lhe benção fraterna,



Ele diria assim:

"Estou dentro de você,

sem começo e sem fim,

estou aqui, sou o Ser."



Clic"ali,oh:===>>>Como jogar o tênis melhor que o Guga



















































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui