Usina de Letras
Usina de Letras
28 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62472 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10468)
Erótico (13578)
Frases (50857)
Humor (20082)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140896)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Mulher desafiada -- 03/10/2003 - 18:53 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clic"ali,oh:=>>>A gaiola do Padre Jorge











Uma mulher pode ser

desafiada, tentada

por um parceiro que vê,

indiferente, o nada



em tudo que há lá fora,

vive em seu próprio mundo.

Nesse mundo se ancora,

é um silêncio profundo.



E não tem habilidade

para ouvir a mulher,

não tem afabilidade.;

atenção ela mais quer,



espaço pra ser alguém,

mas ele fica ausente.

Falta-lhe amor, também.

Tudo dele é decorrente.



A mulher, em sofrimento,

ataca o seu parceiro:

culpa, faz um julgamento,

critica o companheiro.



Com ele a bola fica,

é dele o desafio.

Como ele se explica

sendo um homem de brio?



Atacado por quem sofre,

pensa em se defender,

tira as "armas" do cofre

do seu velho proceder.



Aferra-se no que pensa,

justifica-se, defende

seus pensares com ofensa,

com ela se desentende.



Com isso, ele talvez

ative seu sofrimento.

E ela, por sua vez,

se agrava no evento.



Ambas as partes dopadas

por tanta inconsciência,

ficam, por tempos, danadas,

sem menor resiliência.



Vem, então, a calmaria,

um intervalo, apenas.

A relação se esfria.;

brevemente, novas cenas.



Cada desafio feito

é a oportunidade

para você dar um jeito

de buscar serenidade.



Você pode se salvar.

Quando a mulher agride,

se você bem atentar,

este sinal coincide



com sua necessidade

de sair do seu estado

mental, da identidade

com tudo que é pensado.



É hora de despertar

no Agora, na presença,

ao invés de fomentar

a incônscia em doença.



Ao invés de "ser" sofrer,

a mulher bem poderia

se transformar, ser o saber

que observa, avalia



o sofrer emocional

em si mesma, acessar

o Agora, ter presença,

ao invés de fomentar

o incônscio em doença.



Isso é que vai evitar

a projeção compulsiva

do sofrer, vai sufocar

qualquer nova recidiva.



Ela pode expressar

a ele seu sentimento.

Se ele não escutar,

pelo menos, o intento



é a oportunidade

para se tornar presente,

quebrar a insanidade

dos velhos padrões da mente.



Se ela perder tal chance,

o homem observará

sua emoção no lance,

o que dela pensará.



Ele vai examinar

como ele se defende,

ao invés de enfrentar

tudo o que lhe ofende.



E vai identificar

o momento em que vem,

desejoso de ficar,

seu sofrimento também.;



além disso, vai trazer

às emoções consciência.

Assim, vai, com seu saber,

com toda clarividência,



abrir um espaço puro,

claro, de serenidade,

onde se sente seguro

pra observar a verdade.



A consciência não nega,

mas permite ao sofrer

que exista, e o pega,

pra transformá-lo no Ser.



A consciência aceita

tudo e tudo transforma.

A mulher, se já refeita,

adota-a como norma.







Clic"ali,oh:=>>>Descobri a sua senha...

































































































































































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui