Usina de Letras
Usina de Letras
35 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62472 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10469)
Erótico (13578)
Frases (50857)
Humor (20082)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140901)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Amor predileto -- 08/10/2003 - 12:52 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Veja, antes:=>>>Feministas, atenção!





















—Plenamente consciente,



será mesmo necessário



que alguém queira, ou intente,



um parceiro pra binário?





Plenamente consciente,



um homem vai se sentir



inda mais conveniente,



pra mulher o atrair?





Plenamente consciente,



a mulher vai se sentir,



sem um homem, mais carente,



ou melhor, no ir-e-vir?





— Iluminado ou não,



ao se identificar com a forma,



em qualquer ocasião,



ser inteiro não é norma.;





você não está completo,



do todo é a metade,



faz movimento direto



para a polaridade





oposta de energia.;



seja qual for o seu nível



de presença, alforria,



a atração é possível.





Em estado d"alforria,



entretanto, você vê



essa atração mais fria,



mas sem a desmerecer.





Como um peixe percebe



do fundo, ou ao boiar,



alguém que se preconcebe



capaz de o enredar,





você também logo nota,



lá do fundo, bem à tona,



essa atração, que brota



de um gatão, ou gatona.





O universo inteiro



parece mais com marolas



e ondas, em nevoeiro,



repletas de chirinolas,





acima de grande mar,



um oceano imenso,



profundo, largo, sem par,



de energia intenso.





Você é o oceano



e a marola, também.



Mas é marola sem dano,



sabe que, no fundo, tem





um oceano perfeito,



um mundo que, comparado



com marolas do seu leito,



tem maior significado.





Isso jamais significa



que você trata pessoas,



ou parceiro, com quem fica,



como se fossem só loas.;





há profundas relações,



que você mantém e quer.



Mas, sob certas condições,



não se dão com um qualquer.





Na verdade, relação



você só consegue, mesmo,



mantendo a atenção



no Ser, onde não há sesmo.





Do Ser, você poderá



ver além do nevoeiro,



além da forma que há



num relacionar inteiro.





No Ser, não há distinção,



homem e mulher são um.



Ele não faz omissão,



nem exige adarrum.





Sua forma continua,



você tem necessidades,



mas o Ser é alma, nua,



pura e sem vaidades.





O Ser já está completo.



Se o necessário vem,



ótimo, fique repleto,



agora, você o tem.





Mas o Ser nada precisa.



Não faz menor diferença



ter ou não ter uma brisa,



para ele ser presença.





Assim, caso não se tenha



uma possibilidade



de ter, no que se empenha



toda personalidade,





polaridade oposta,



máscula ou feminina,



alguém que a gente gosta,



o que o Ser nos ensina





é que, no nível externo,



há um sentido de falta,



mas um conforto bem terno,



que nos livra d"efialta.





Mesmo faltando alguém,



você se sente completo



e totalmente refém



do Ser, amor predileto.







Veja, em seguida:
Veja, antes:=>>>A gaiola do Padre Jorge





























































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui