Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
72 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59134 )

Cartas ( 21236)

Contos (13113)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46517)

Humor (19281)

Infantil (4460)

Infanto Juvenil (3726)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->UM MERGULHO NAS ÁGUAS DA POESIA -- 23/09/2004 - 16:24 (Benedito Generoso da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. UM MERGULHO NAS ÁGUAS DA POESIA

Recebi autografado
Em minha casa outro dia
Nas Águas da Poesia,
Um livro recém lançado
Que já caiu no agrado
Por ser obra de primeira;
Ali o Daudeth Bandeira
E Dantas em parceria
Expõem com maestria
A poesia brasileira.

Genuína e verdadeira,
A obra vem recebendo
De quantos a estão lendo
Apreciação lisonjeira,
Porquanto sobremaneira
Encanta-nos a magia
De musical harmonia,
Que nos versos transparece
E o bom leitor reconhece
Num transbordar de alegria.

Nas Águas da Poesia
É o reinado da rima
Que eleva a auto-estima
Do viajor na travessia
Deste rio que desfia
Suas águas em serpentina,
Quando irriga a campina
E umedece o pé da serra,
Cujo caminho não erra
Mesmo em densa neblina.

Sob a chuva cristalina
O sertão se revigora
E o valente homem chora
Ao provar água da mina;
Passou-se a seca e germina
Toda a semente plantada,
Que até então era irrigada
Com o suor do sertanejo,
Mas agora um relampejo
Ilumina a sua estrada.

Pela obra publicada,
Certo é que Daudeth e Dantas
Receberão palmas tantas
Quantas vezes for virada
Uma página rimada,
{Rima nunca é intrusa
e o bom poeta a usa}
Pois no livro em comento,
Verve do melhor talento
Com grandes poetas cruza.

Lá estão Daniel Fiúza,
O Domingos Oliveira,
A Socorro bem faceira,
Aline Dremir, inclusa,
E Milene, a eterna musa;
Entre outros de bom versar,
Almir Alves é sem par,
Porém Rubenio Marcelo,
Cujo cantar é tão belo,
Não podia mesmo faltar.

É preciso mergulhar
Nas Águas da Poesia
Para ouvir em cantoria
Quem tem o dom de rimar,
O poeta revelar
Nas asas da inspiração
O poder da criação,
Um perfil em evidência,
Em busca da excelência
Do berço do meu sertão.



* Os versos em negritos são glosas
de respectivos títulos constantes do
livro NAS ÁGUAS DA POESIA, de autoria
de José Dantas e Daudeth Bandeira.

BENEDITO GENEROSO DA COSTA
benedito.costa@previdencia.gov.br

Leiam o agradecimento de DANTAS e DALDETH aos colegas que comentaram sua obra:

AGRADECIMENTO DE DANTAS E DAUDETH


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 101Exibido 897 vezesFale com o autor