Usina de Letras
Usina de Letras
30 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62472 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10468)
Erótico (13578)
Frases (50857)
Humor (20082)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140896)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Perdoo-me -- 14/10/2003 - 13:56 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clic"ali,oh:=>>>Sem desdém















— Parece-me ilusão,



querer negar qualquer mal.



Não sei qual é a razão



pra fingir de natural,





quando vem coisa ruim,



um acidente, doença,



quando alguém tem seu fim,



ou ocorre desavença.





— Você não está fingindo



nada. Apenas permite



que seja. Vai admitindo,



o que ocorre, sem cite,





procure ficar de pé.



Nessa "permissão pra ser"



é que vemos o que é



fé operante nascer.





Ela nos transportará



para além do pensar.



Além da mente está



a profundeza, o mar





próprio pra reflexão.



É até mais importante



direcionar o perdão



pras coisas deste instante





do que perdoar passados.



Se assim nós procedemos,



não são mais acumulados



ressentimentos que temos,





para serem perdoados



mais tarde; adiantamos.



Não somos felicitados,



mas do sofrer nos livramos.





Clic"ali,oh:===>>>Como jogar o tênis melhor que o Guga

































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui