Usina de Letras
Usina de Letras
75 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60346 )

Cartas ( 21288)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9712)

Erótico (13520)

Frases (48231)

Humor (19546)

Infantil (4824)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139334)

Redação (3115)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5808)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Lenda d água -- 21/10/2003 - 15:35 (Antonio Carlos Garcia Pezente) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Lenda d’água



Pezente.





Na canoa de prata, no meio da mata,



Vai um triste ribeirinho a procurar...



No espelho d’água... no reflexo da lua,



A imagem da companheira toda nua.







Dentro da cafua, no braço do rio-mar,



Seguindo somente a lua, com vontade de chorar,



Em nome da tapuia, invocando o grande Tupã,



Chamando o sol para um novo amanhã.







Moço, esconde o teu troféu lá no fundo do rio.



Perdeu o teu chapéu... ela está no cio!



A canoa virou... tucuxi se apresentou,







Na explicação da nova vida,



Com a sua honra ferida,



O caboclo se entregou...







www.pezentereverso.kit.net

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui