Usina de Letras
Usina de Letras
63 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59664 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47209)

Humor (19420)

Infantil (4622)

Infanto Juvenil (3938)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138770)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Falando de rosa... -- 21/01/2003 - 12:54 (Alan Carlos Dias) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Hoje falarei de uma rosa. Uma rosa sem nome, sem face, sem cor. Uma rosa que não habita nos jardins convencionais. Uma rosa tão especial que seu perfume é que transmite a fragrância suave que delicia nossas narinas, a cada alvorecer. Ela , de possuir tão majestosa beleza, dá um colorido especial as horas de meus dias. Posso dizer sem medo que ela é a minha inspiração poética em forma de flor...
Somente em um lugar onde a natureza e os homens vivem em eterno romance, haveria de existir a rosa em corpo de mulher que seduziu todos os meus sentidos, todos os meus sonhos, os meus mais íntimos desejos. Essa rosa é você, que plantada solitária no jardim da vida, me observou passar , e com um simples desabrochar de pétalas, sorriu com um hálito tão doce para mim, que desejei que aquele instante único jamais cessasse. Quanto és bela! Quanta formosura vejo em teus gestos simplesmente, apaixonante. Como não enlouquecer de amor?!
Quero – te rosa perfumada, como quero o fôlego de vida que me mantêm vivo todos os instantes. Quero – te como o mar que deseja a lua, de forma simplesmente universal. Quero – te como o dia que quer a noite, de forma inevitável. Quero – te como os peixes que não vivem sem o mar, simplesmente necessária a minha existência. Quero – te de forma tão intensa como as tempestades que movem o ciclo da vida e transformam e retransformam o nosso conhecido. Sem medo.
Ah!, rosa de pétalas tão sensíveis, quanto poder possuis nestas pequenas curvas de flor . Capaz , de sozinha, clarear com todo o seu brilho, a escuridão das noites mal dormidas de solidão. Eis teu poder: dá alegrias, prazer a sentidos tão carentes de fantasias incompreensíveis para os amantes da razão, mas compreensíveis para corações apaixonados que se entregam a uma grande paixão.
Não posso dizer nada além da verdade sentimental. Meu coração escreveu seu nome em um cantinho todo especial e lá, todos os dias, trata com todo o fervor, carinhosamente , com uma cercadura de veias e artérias, toda a obra artística do pai criador, a sua imagem abstrata existente dentro de mim.
Minha prova de amor, não é o meu perfume de cravo, ou a terra fértil onde vivo, mas o cuidado que tenho desde o momento, que suavemente te colhi da solidão da estrada e te plantei em terras onde, ainda darás tantas alegrias , a olhos que sabem contemplar a intensidade de tua formosura estética. Isso , sem dúvida, foi presente de Deus , que te fez única, como única é a estrela d”alva que de forma majestosa brilha sufocando as demais, assim é você, simplesmente, inesquecível!

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui