Usina de Letras
Usina de Letras
65 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60285 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10352)

Cronicas (22252)

Discursos (3187)

Ensaios - (9687)

Erótico (13520)

Frases (48080)

Humor (19493)

Infantil (4787)

Infanto Juvenil (4142)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139184)

Redação (3100)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5773)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Bolsonaro provou que ainda é gigantesco -- 08/09/2021 - 14:52 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Bolsonaro provou que ainda é gigantesco

Felix Maier

Bolsonaro provou que ainda tem uma força extraordinária, levando milhões de apoiadores às ruas no dia 7 de setembro de 2021, comprovada na hashtag #Dia7VaiSerGigantesco. De fato, #Dia7FoiGigantesco. Multidões que a Mídia Antifa qualificou de realizarem "atos antidemocráticos", como a #GloboLixo e a #CNNGarbagge, enquanto taxava de democráticas as manifestações pró-Lula, com cartazes pregando a "ditadura do proletariado".

Vai ser muito difícil os institutos de pesquisa insistirem que Luladrão está à frente nas pesquisas, assim como será difícil os deputados aprovarem o impeachment de Bolsonaro. A "voz rouca das ruas" são sempre ouvidas por políticos com interesses imediatistas, e essas vozes de 7 de setembro foram gritos agudos de quem não aguenta mais ver tanta patifaria.

Infelizmente, Bolsonaro perdeu a oportunidade de fazer um discurso de estadista, tanto em Brasília, quanto em São Paulo, mostrando empatia com a multidão que sofre com a pandemia, com mortes nas famílias, fome, inflação e redução de renda. Preferiu jogar confete para a platéia e partir para o confronto direto com o Supremo Talibã Federal (STF), prometendo fazer coisas que não poderá cumprir, como não acatar decisão judicial emitida pelo ministro Alexandre de Moraes, como prometeu, o que configuraria crime de responsabilidade.

Todos sabem que a atual Corte Suprema tem "7 líderes do PT", 4 indicados por Lula e 3 por Dilma, que, juntamente com os outros ministros, cometem toda sorte de arbitrariedades, como empastelar decisões do Presidente Bolsonaro via partidos da esquerda radical - PT, PDT, PCdoB, PSol e outros genéricos do PT - e perseguir e prender apoiadores do Presidente, com a tese esfarrapada de que propagam fake news e ameaçam fisicamente os ministros. Sem falar na suprema patifaria de terem livrado a cara do maior ladravaz da História do Brasil, para que se eleja de novo Presidente do Brasil.

Como reagir a isso?

Entendo as reações intempestivas de Bolsonaro e suas fanfarronices frente a essas patifarias do Supremo Talibã, assim como entendo a agonia de milhões de brasileiros que foram às ruas neste 7 de setembro para clamar por mudanças urgentes.

Mas, como atender o clamor da população?

Decretar Estado de Sítio, na marra, sem aprovação do Congresso Nacional, destituindo ministros do STF, e sofrer boicote internacional, desgraçando ainda mais o País com possível guerra civil?

Qual será o próximo movimento desse xadrez letal que Bolsonaro está jogando com a morte, como visto no filme "O Sétimo Selo", de Ingmar Bergman?

***

P. S.:

Consegui emplacar uma hashtag: #Dia7FoiGigantesco

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 490Exibido 246 vezesFale com o autor