Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140903)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Tristan (XIX) -- 20/11/2003 - 21:17 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clic"ali===>>>Gottfried von Strassburg









Sua claridade, absoluta brancura, não pode ser nublada por cores.

Nela não há perigo de se achar colinas, nem fossos.

O chão de mármore



assemelha-se à constância

por sua solidez eternamente verde.

Este significado é melhor para ele,

por causa da sua cor e do seu tipo.

A constância deve ser realmente



tão verde quanto a grama,

tão plana e clara como o vidro.

No meio, a cama

do cristalino amor

recebeu seu nome correto.



Alguém conhecia bem sua peculiaridade

e fez o corte perfeito no cristal

para seu conforto e proteção.

O amor deve ser, também, claro cristal,

transparente e inteiramente puro.



Por dentro, na alta porta

havia duas trancas.

No lado de dentro havia, também,

um engenhoso trinco

incrustado na parede,

que Tristão achou.

Era operado por uma manivela,

que ia de fora para dentro

abrindo e fechando a parede.

Não havia lá nem fechadura nem chaves,



e eu quero dizer-vos, por quê.

Não havia nenhuma fechadura,

pois o trinco que foi instalado, também, na porta, acho que por fora,

para abrir e fechar,



de fato, significa toda a falsidade.

Pois, quando alguém passava pelo portão do amor, sem permissão para entrar,

então, isso não significava amor,

mas somente falsidade e violência.



Por isso, lá, o portão do amor é

bem alto, de propósito,



para que ninguém possa ultrapassá-lo,

a não ser com amor.

Veja mais===>>>>História da Literatura do Médio Alto Alemão

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui