Usina de Letras
Usina de Letras
60 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60358 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19549)

Infantil (4827)

Infanto Juvenil (4176)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139354)

Redação (3117)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->O Afeganistão Não é Aqui. Ou é? -- 12/01/2003 - 15:48 (Andre Rocha) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
     Acordei hoje cedo e tomei um banho gelado e curto. O governo me proibiu de usar o chuveiro elétrico e, para completar, a água acabou no meio do banho - devido à falta de chuvas, estamos com problemas na cidade de São Paulo.


     Depois do café, fui levar minha filha à faculdade, de carro - um modelo mais antigo, troquei por este o carro zero para evitar os sequestros. Ela tem 22 anos e estuda à três quadras de casa, mas as mulheres não podem andar desacompanhadas nesse país devido ao alto índice de crimes sexuais.


     Então, após duas horas de congestionamento (que são diários, mas hoje estava pior devido ao tiroteio ocorrido de manhã entre a polícia e uma quadrilha que controla a zona sul) cheguei à minha empresa, que fica a três quilómetros de minha residência. Se pudesse, iria a pé, chegaria mais rápido.


     Entrando ao trabalho, meu chefe já estafa furioso pelo meu atraso - tínhamos uma reunião maracada. Ele dizia que nossos concorrentes estavam tomando nossos territórios e, nesse ritmo, em breve perderíamos a guerra. Tentei explicar-lhe que, apesar do crescimento da concorrência, nossa marca de animais de pelúcia ainda era lider. Não convenci, estava muito nervoso. Também, pudera. Na semana passada, durante uma briga entre dois grupos pela posse de alguns bairros, uma granada acabou explodindo no jardim de sua casa, arremessada por um traficante que possuía uma metralhadora de uso exclusivo do exército russo - "essa União Soviética com a mania de socialismo só traz problemas... se tivessem se rendido logo ao capitalismo norte-americano, isso nunca teria acontecido!" - dizia ele.


     Chegando à casa, fui assistir aos dez minutos diários de TV que me são permitidos e descobri que no Afeganistão uma milícia chamada Talebã controla 90% do território, proibindo mulheres de sair de casa, e deixando a população sem água, comida e eletricidade. Ainda bem que moro no Brasil, um país pacífico.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui