Usina de Letras
Usina de Letras
68 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59789 )

Cartas ( 21259)

Contos (13362)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9570)

Erótico (13486)

Frases (47424)

Humor (19436)

Infantil (4671)

Infanto Juvenil (3997)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138951)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5694)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->COLIBRI -- 02/09/2001 - 13:39 (Adilson Marcel Pivanti) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
AO DESPERTAR DO MEU SONO

OUVI O CANTO DE UM COLIBRI

SEU CANTAR TÃO LINDO

ME FEZ LEMBRAR DE VOCÊ

AINDA SONOLENTO EU SINTO

UMA LÁGRIMA CORRER POR MEU ROSTO

DE SAUDADE DE VOCÊ

ENTÃO EU PEÇO AO COLIBRI

PARA CANTAR ESSA CANÇÃO À ELA

VOE ATÉ SUA JANELA E CANTE

SEI QUE ELA VAI SE LEMBRAR DE MIM

TAMBÉM VAI CHORAR DE SAUDADE

VAI PEGAR O TELEFONE E ME LIGAR

QUANDO EU ATENDER

SOLUÇANDO VAI DIZER QUE ME AMA

QUE NÃO CONSEGUE VIVER LONGE DE MIM

E JUNTOS VAMOS OUVIR

O CANTAR TÃO LINDO DESSE COLIBRI

QUE VEIO DE NOVO NOS UNIR

CANTE, CANTE PARA SEMPRE

COLIBRI, MENSAGEIRO DO AMOR

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui