Usina de Letras
Usina de Letras
71 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Dez maiores goleadas em Copas do Mundo -- 04/08/2022 - 21:43 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

 

 

 

 
 

Top 10: confira as maiores goleadas da história das copas do mundo

 

Veja o top 10 das maiores goleadas da história da Copa do Mundo:

 

 

Brasil 7 x 1 Suécia (1950)

 

Após uma campanha invicta na primeira fase, a seleção brasileira abriu o grupo final da Copa de 1950 com uma impressionante vitória diante dos suecos no Maracanã. O 7 a 1 daquele ano foi construído com quatro gols de Ademir, que viria a ser artilheiro do torneio, dois de Chico e um de Maneca. Sune Andersson marcou o de honra dos visitantes, quando o placar já estava 5 a 0.

 

Turquia 7 x 0 Coreia do Sul (1954)

 

Em confronto que, no futuro, em 2002, viria a protagonizar uma disputa de terceiro lugar, os turcos venceram a Coreia do Sul com facilidade, recuperando-se de uma derrota para a Alemanha Ocidental na estreia. Burhan Sargun foi o grande destaque do jogo ao conseguir um hat-trick.

 

Hungria 8 x 3 Alemanha (1954)

 

A mesma Alemanha que golearia os turcos por 7 a 2 no jogo de desempate do grupo 2 daquela Copa foi vítima de uma das seleções mais marcantes da história: a Hungria de Puskás. Na histórica vitória por 8 a 3, o artilheiro que hoje dá nome ao prêmio de gol mais bonito da temporada marcou apenas uma vez - Sándro Kocsis roubou a cena ao balançar as redes em quatro oportunidades.

 

Iugoslávia 9 x 0 Zaire (1974)

 

A participação do Zaire no Mundial de 1974 teria passado desapercebida se não fosse tamanha goleada diante da antiga Iugoslávia. A equipe africana, que perdeu os três jogos no grupo 2 e não marcou nenhum gol, teve diante dos europeus sua pior derrota: foram nove gols sofridos, sendo seis deles ainda no primeiro tempo - quando Mulamba foi expulso em 22 minutos. O artilheiro do jogo foi Bajevic, com três gols.

 

Hungria 10 x 1 El Salvador (1982)

 

A Hungria não conseguiu avançar à segunda fase da Copa do Mundo de 1982 em meio a um duro grupo 3. Entretanto, aquele time entrou para a história do torneio ao aplicar a maior goleada em todas as edições até agora. Foi logo na estreia do time europeu na competição: os húngaros venceram El Salvador por 10 a 1, com três gols de László Kiss. A curiosidade é que o jogo foi para o intervalo com o placar "apenas" em 3 a 0.

 

Dinamarca 6 x 1 Uruguai (1986)

 

A equipe que ficou conhecida como "Dinamáquina" ganhou força na Copa de 1986 muito por conta do expressivo resultado contra o tradicional Uruguai, na segunda rodada do grupo 5. Michael Laudrup marcou apenas uma vez na ocasião, e Elkjaer Larsen conseguiu um hat-trick para o time que viria a cair nas oitavas de final, goleado pela Espanha.

 

União Soviética 6 x 0 Hungria (1986)

 

A União Soviética foi mais uma equipe a se destacar na fase de grupos daquele Mundial, embora também tenha caído nas oitavas de final. A campanha que culminou na liderança do grupo 3 contou com uma histórica goleada sobre a Hungria, por 6 a 0, com dois gols de Yaremchuk.

 

Alemanha 8 x 0 Arábia Saudita (2002)

 

A Alemanha que viria a decidir a Copa do Mundo de 2002 contra o Brasil é dona do placar mais elásticos nos Mundiais do século XXI. A goleada sobre a modesta Arábia Saudita ocorreu logo na estreia do time no torneio, com direito a três gols de Klose - que seriam importantes para fazer do alemão o maior artilheiro da história do torneio, com 16 gols.

 

Portugal 7 x 0 Coreia do Norte (2010)

 

Rival do Brasil no grupo G da Copa de 2010, Portugal conseguiu fazer o que a seleção brasileira não alcançou diante da modesta Coreia do Norte. Enquanto o time canarinho só superou os asiáticos por 2 a 1, Cristiano Ronaldo e companhia conseguiram um 7 a 0 - que seria fundamental para classificar os lusos para as oitavas de final. O volante Tiago foi o artilheiro do confronto, com dois gols, e CR7 só conseguiu balançar as redes no fim da partida, em um lance um tanto quanto "pastelão".

 

Brasil 1 x 7 Alemanha (2014)

 

Para fechar a lista, a última grande goleada da história das Copas do Mundo. E talvez a mais famosa delas: a derrota da seleção brasileira em plena semifinal de um Mundial disputado em casa. Por nada menos do que 7 a 1. Um dos maiores vexames da história do futebol foi construído basicamente no primeiro tempo, quando os alemães fizeram cinco gols em 18 minutos. Kroos e Schürrle marcaram duas vezes, Müller, Khedira e Klose também guardaram os seus. Oscar fez o de honra para o Brasil no fim do jogo.

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 27Exibido 24 vezesFale com o autor