Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Padrão negativo -- 10/12/2003 - 13:30 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Veja antes==>>> Qual nau que chega ao cais





















A inconsciência cria

o sofrer, aleatoriamente,

mas a consciência fria

com ele se torna quente.



Então, absorve-o bem,

ganhando mais energia.;

fortalece-se, também,

pra despertar alegria.



São Paulo bem nos seduz,

quando diz que tudo exposto

à luz, e à própria luz,

em luz torna-se transposto.



Lutar contra o sofrer

é enfrentar o escuro.

Quem tenta isso fazer

torna o sofrer mais duro.



Observá-lo já basta,

ao aceitá-lo qual é,

ele, então, se desgasta,

demovido por tal fé.



A energia vital,

que ele aprisionou,

veio do campo total,

a ele incorporou.



E, temporariamente,

autônoma se tornou,

superpondo-se à mente,

e o escuro gerou.



Voltando-se pra si mesma,

contraria nossa vida,

faz-nos cabeça de lesma

no caracol escondida.



Nossa civilização

é tão autodestrutiva

por tal energização,

vital, mas, improdutiva.



Mesmo melhor consciente,

você, mais observador,

inda será um sofrente,

sentirá certo torpor.



O sofrimento prossegue

por algum tempo a mais,

tenta e até consegue,

sem energia, mas faz.



Força ele inda tem,

como rio sem mais chuva.;

correnteza inda vem,

onde há piracanjuva.



Nessa fase, o sofrer

pode até causar dor,

e o corpo vai doer

sem efeito durador.



Esteja sempre presente,

observe sem cessar,

esteja bem consciente,

vigie o mal-estar.

E sinta a energia

que dele inda emana.

O que você presencia

alimenta a fontana,



atrofia o sofrer,

que pára de controlar

o pensar só em gemer,

que lhe quer incomodar.



Alinhando-se ao campo

energético do mal,

você renova o grampo,

nutre o pensar banal.



Uma raiva, por exemplo,

vibrando com energia,

predomina em seu templo:

quando você a sacia,



insistindo em pensar

em quem lhe prejudicou,

ou no que vai preparar

pra quem pra trás lhe passou,



é sinal de que você

consciente não ficou

e, portanto, à mercê

de um sofrer, se curvou.



Onde a raiva existe

há sofrimento oculto,

que em controlar insiste

e que pode tomar vulto.



Em padrão menor que zero,

pensando em sua vida

como horror quase fero,

o sofrer já tem guarida,



já ligou-se ao pensar.;

a você, inconsciente,

vulnerável, vai fisgar.



"Inconsciência", enfim,

é identificação

com um padrão mental, sim,

ou de uma emoção.



É a ausência total

de quem pode observar,

além do superficial,

o que vem lhe afetar.



Manter-se em um estado

de alerta consciente

destrói o que vem ligado

de modo mui consistente:



o sofrer e o pensar.

E dá sinal de início

que vai, então, transformar

em paz o que era vício.



O sofrer é combustível

que propicia a luz

do fogo imperecível

do Agora que reluz.



Ao ver do esoterismo,

na arte da alquimia,

esse é o mecanismo

que encerra a magia



de transformar um metal,

que não seja precioso,

em ouro fundamental,

do sofrer ao luminoso.



A separação interna

cicatriza-se de vez,

graças a nossa lanterna,

consciência, lucidez.



Resumindo o processo:

atente para o que sente,

reconheça seu acesso,

jamais fique resistente,



nada pense a respeito,

não deixe que o sentir

em pensar seja desfeito,

e nunca queira medir,



ou julgar, de qualquer jeito.

Nunca se identifique

com o sentimento feito,

e jamais se abdique



de observar o evento.

Esteja sempre presente,

ao interior atento,

lúcido, bem consciente



de que, além do que mira,

há também um mirador,

que reluz a sua pira

do Agora salvador.



Veja a seguir===>Um bom ancoradouro









Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui