Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62472 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10468)
Erótico (13578)
Frases (50857)
Humor (20082)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140896)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Nada disso sou eu! -- 13/12/2003 - 11:09 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Veja antes:Lidamos com o que é

















Quando está consciente,

a pessoa inquieta

sente que, de repente,

não é pessoa completa,



respeitada ou bastante

boa, por faltar-lhe bens.;

algo bem gratificante

ao ego, alma parens.



Quando é inconsciente,

sente um grande anseio,

necessidade crescente,

um carecer muito feio.



Em ambos os casos vem

uma vontade de ter,

de poder comprar um bem,

ter dinheiro pra valer,



ter sucesso e poder,

reconhecimento já,

relacionar-se e ser

um completo marajá.



Porém, mesmo conseguindo

o que você almejou,

permanece mais sentindo

a cratera que criou.



E, então, vem o apuro,

tempo de ver o engano.;

voltar ao tempo seguro

dá um trabalho insano.



Enquanto o ego está

dirigindo sua mente,

raros momentos terá

para sentir-se contente,



após a satisfação

de um supérfluo desejo.

Ele quer é proteção,

alimento e arejo.



De coisas ele precisa,

coisas do mundo de fora,

e, assim, muito pesquisa,

escolhe o que adora:



bens, status social,

trabalho, educação,

aparência mais "legal",

uma habilitação,



as ímpares relações,

a história pessoal,

os antigos "parentões",

político ideal,



e crença religiosa.

Nada disso é você!

Essa lista caprichosa

você pode entender,



quando a morte chegar.

E, então, vai descobrir

que deve se despojar

de tudo, e vai sentir



que o segredo da vida

é morrer, de preferência,

antes da sua partida,

que morte não tem essência.





Leia a seguir:===>>>A raiz mais rasteira











Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui