Usina de Letras
Usina de Letras
73 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60362 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19550)

Infantil (4828)

Infanto Juvenil (4178)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139358)

Redação (3118)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Meu amado (texto escrito por Camila Alves) -- 16/12/2003 - 12:32 (Augusto Luciano Meyer) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Tanto amei e foi em vão. Tanto esperei, e você nunca veio.Eu chamei por você, segredei seu nome à brisa da noite, mas jamais obtive resposta. A seiva que alimentava nosso amor foi se esvaindo, gota a gota, e vi fenecerem, diante de meus olhos, todas as minhas esperanças. Eu gostaria de dizer que é chegado o momento de dizermos adeus, mas nunca estivemos, na verdade, tão próximos assim. Para que dizer adeus se na verdade nunca fomos um do outro?

Ficamos! Ficamos como quem namora, como quem ama, como quem tem compromisso... Ficamos... Apenas ficamos! Tola, fui alimentando esperanças e acalentando sonhos. Mas apenas abracei o vento frio e recebi beijos da solidão. Nem sentirei saudade...

Como ter saudade de alguém a quem eu nunca tive de verdade?



Camila Alves

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui