Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62422 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22547)

Discursos (3240)

Ensaios - (10460)

Erótico (13578)

Frases (50822)

Humor (20078)

Infantil (5493)

Infanto Juvenil (4817)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1377)

Poesias (140877)

Redação (3322)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6241)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Quem não se lembra: Vestida com seu corpo -- 20/05/2024 - 22:21 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

 

 

 

 

 

cronicas-->Coisas de menina - Complexos -- 01/03/2003 - 14:38 (Vestida Com Seu Corpo)  Siga o Autor Destaque este autor Envie  Outros Textos
Sempre fui pequenininha, magrinha e tudo quanto era "inha". Tive vários apelidos no tempo de escola. As professoras me chamavam de "pingo de gente" e os coleguinhas (as crianças são mais cruéis) me chamavam de "pintora de rodapé", "salva-vidas de aquário", e por aí vai... 
Durante toda minha infància tive certo complexo de fazer parte da classe dos "mignon". É bem verdade que me sentia melhor do que aquela coleguinha ruivinha, cheia de sardas e gordinha, mas nem por isso o complexo dela era melhor que o meu. 
As pessoas falavam que eu era "mirradinha", e só essa palavra já foi responsável por grande parte das minhas neuras. 
E tudo terminava com "inha". Era a "filhinha da mamãe", a "princesinha do papai", a "espivetadinha da escola"... E que horror quando me chamavam de "Nubinha"... 
Eu cresci (não no tamanho mas, pelo menos, fiquei mais velha) e os apelidos também mudaram. Já não havia tantos "inha´s", mas me tornei o "amorzinho" de um namorado, a "cotoquinho" de uma amiga... mas, assim como os "inha´s" diminuíram, meu complexo sumiu. 
Hoje gosto de ser "mignon". Acho bom receber um abraço e me sentir envolvida e protegida por ele. 
Continuo baixinha, magrinha e espivetadinha, mas com o maior orgulho de ser quem sou. 
 
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 143Exibido 26 vezesFale com o autor