Usina de Letras
Usina de Letras
74 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O Amor Não Quer Morrer -- 31/01/2004 - 01:36 (Alyne Roberta Neves Costa) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O AMOR NÃO QUER MORRER



Era um palhaço sem circo

Era um menino sem riso

Era uma pipa sem o céu azul pra voar



Tão vazio como um vaso sem flor

Tão impreciso como se precisa de um amor

Tão ausente como um sol sem poente



E precisava andar descalço pelas ruas

E precisava apenas de um olhar

E precisava só de compaixão



E andava como se não houvesse tempo

E andava como se não houvesse fome e frio

E andava como se não houvesse desilusão



Fingia... Que não sabia tudo que sabia

Fingia... Que dormia um sono sem sinestesia

Fingia... Que mentia a verdade que se distraía



Era um palhaço sem circo...

Era a metáfora do verso perdido

Era um amor que não queria morrer.



E precisava andar descalço pelas ruas

E precisava apenas olhar a lua

E precisava quase nada pra continuar a amar
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui