Usina de Letras
Usina de Letras
37 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140903)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Perdão -- 21/03/2004 - 22:05 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clic"ali,oh:=>>>Sem desdém

















Se a amada morreu,



ou se a hora sentimos



de dizer "Agora, eu!",



ficamos sérios, não rimos.





Ninguém se sente feliz



com isso, é impossível.



Pode haver um chafariz



de lágrimas neste nível,





pode ter muita tristeza,



mas, se deixarmos fluir



esse mal na profundeza,



a paz em nós vai surgir.





Percebemos, com firmeza,



serenidade profunda,



por baixo dessa tristeza,



uma calma nos inunda,





uma presença sagrada,



por emanação do Ser,



paz interna almejada,



sem opositores ter.





— E se for uma questão



que eu possa enfrentar,



mesmo dando permissão



pra ela se escoar,





como posso nessa hora



modificá-la a gosto?



Fico lá, ou vou embora



procurar novo encosto?





— Faça o que você tem



de fazer, e ao fazer,



aceite isso, também,



é o que tem para ser.





Se mente e resistência



pra nós são coisas iguais,



aceitar a ocorrência



nos liberta dos seus ais,





e nos religa ao Ser.



E disso tudo resulta



que o que costuma ter



— o ego — que nos insulta





com seu modo de "agir",



— pondo-nos medo, cobiça,



defesa, meios pra fingir —



mais fogo ele não tiça





pra cozer no caldeirão



um alimento nocivo,



e dar mais satisfação



ao falso eu, não mais vivo.







Leia antes===>>>> Perdoo-me

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui