Usina de Letras
Usina de Letras
64 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59656 )

Cartas ( 21253)

Contos (13324)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47208)

Humor (19423)

Infantil (4618)

Infanto Juvenil (3936)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138764)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Roteiro_de_Filme_ou_Novela-->REVELAÇOES - PARTE 10 -- 14/06/2005 - 11:59 (Angellus Domini) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
PARTE X

Pedro desperta ainda sonolento. Não estava mais na quente e confortável cama de motel, mas sim num chão úmido, frio e sujo. Sente seus membros pesados e sem controle. Não tem forças, sua cabeça está pesada. Não sabe o que aconteceu. Mas onde ela estará. O que fizeram com ela.

- Tatyanna!!!

Pedro desfalece gritando o nome dela. Acorda um tempo depois, está melhor, mais lúcido. Percebe que fora drogado, e que agora se encontra amarrado.

Quatro homens estão presrntes, e conversam entre si, Pedro não sabe o que estão falando.

- Изверг проспал в верх
- Он не оставляет он для того чтобы поговорить. Он закрывает рот его.
- Почему? Он знает он может сделать?
- Он делает я приказываю. Именем бога, он закрывает рот его.

Pedro não sabe o que aconteceu. Mas um rapaz, mais jovem que ele se aproxima, e tremendo muito amarra um pano na boca de dele, como uma mordaça. O pano está úmido, mais a sensação que Pedro tem é que um fogo lhe esta queimando os lábios.

Eles continuam conversando, quando ela entra. Tatyanna vem acompanhada de mais três homens. Todos jovens, aproximadamente da idade de Pedro. Todas com a mesma túnica negra dos demais. A barba escura da a eles um ar de mais idade do que realmente tem. Tatyanna também esta diferente. Com um longo vestido preto, e um véu preto lhe cobrindo a cabeça, tem no peito um grande crucifixo, ao lado de um ícone da Théotokos.

Ela se aproxima dos homens que estava na sala. Um já velho, com uma longa barba branca. Cinco deles eram jovens, quase todos da idade de Pedro. O jovem que lhe amarrara a boca era ainda adolescente, devia ter uns dezessete anos. O mais imponente deles, um homem adulto, mas não muito velho, com uma longa barba preta. Todos estavam vestido de túnicas, mas este tinha ainda um chapéu redondo na cabeça, do qual pendia um manto. Portava no dedo um enorme anel cor de sangue, e no peito os ícones da Virgem e de Cristo.

Ela se dirige a Pedro. Abaixa-se acaricia-lhe o rosto com as mãos, e beija-lhe a testa. O beijo lhe queima, um beijo de amor e traição, tal que o beijo do Iscariotes.

- Pedro, meu amor, meu grande amor. Perdoe-me. Eles sabem o que é preciso fazer. É para o nosso bem. Para o bem de todos. Não tive escolha. Você precisa me perdoar. Eu não tive escolha. Eu te amo.

Tatyanna se dirigiu o homem imponente, e respeitosamente, ajoelha-se e beija-lhe as mãos. E com carinho paternal ele colocou a mão em sua face, levantou-a e a abraçou carinhosamente. E disse algo que Pedro não entendeu:

- Спасибо, моя девушка. Вы он был точно. Помилования того бога вы и благословляете вас.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui