Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3730)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138242)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->PARTIDO VERMELHO -- 25/08/2006 - 17:29 (Benedito Generoso da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
PARTIDO VERMELHO

Visto que se aproxima
Uma nova eleição,
Do eleitor mais uma vez
Quero chamar atenção,
Pois a hora é oportuna
Pra votar certo na urna
E eleger um Partidão.

Quem ouvir o coração
E consultar seus botões
Descobrirá com certeza
Qual converge as opiniões;
Pro homem desiludido,
Há somente um partido
Imune às corrupções.


O PARTIDO DAS MULHERES

Nas próximas eleições
Pra prefeito ou presidente,
Ou governador do estado,
Eu vou votar simplesmente
Em quem tiver bom partido,
Mas um já foi escolhido
Por mim, cidadão consciente.

Decidi e estou contente
Não importa o que disseres,
Quando chegar a eleição
Vote tu em quem quiseres,
Por minha vez, sem pensar,
Resolvi que vou votar
No partido das mulheres.

Se acaso tu preferes
Escolher um cabra macho
Para ser o governante,
Eu vou dizer o que acho:
Sei que tenho melhor gosto,
Voto no sexo oposto,
Seja por cima ou por baixo.

Já cansei de ser capacho
De safados marmanjões
Que somente aparecem
Na época de eleições,
Desta vez eu voto certo
No PAM – Partido Aberto
Das mulheres, sem senões.

Sou membro das comissões
E cabo de todas elas,
Por isso convoco a todos
Para só votarem nelas;
De mulheres homem gosta,
Nunca erra quem aposta
Naquele partido delas.

A melhor dentre aquelas
Que candidatas serão
E que souber segurar
O taco da eleição,
Pra prefeita ou vereadora,
Há de ser a vencedora
Com voto deste varão.

A mulher do partidão,
Que ostenta a cor vermelha,
Terá meu voto no alvo
Como um ferrão de abelha;
Sou homem de punho erguido
E a mulher de bom partido
Comigo se aparelha.

Se acaso cair a telha
Sobre a minha cabeça,
Com prazer irei gritar,
Inda que alguém se aborreça:
Metam no Partido Aberto
Um voto consciente e certo,
Mas na mulher que mereça!

Que ninguém se entristeça
Se sua mulher maior
Não conseguir se eleger,
Ficando assim na pior;
Saiba que como eu
O eleitor escolheu
Quem tem partido melhor.

Os nomes eu sei decor
De todas do partidão,
Uma delas eu escolho
Para dar meu coração;
Não mais dormirei de touca,
Da eleita eu beijo a boca
Logo após a eleição.

BENEDITO GENEROSO DA COSTA
benegcosta@yahoo.com.br
DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS


Leiam também Rubenio Marcelo
e Domingos Oliveira Medeiros,
respectivamente, em:

AS MULHERES NO PODER (estamos com o PAM, que Benedito lançou

No Partido das Mulheres





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 101Exibido 835 vezesFale com o autor