Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->Brasil, Capitania, Sesmaria ou Oligarquia? -- 07/10/2006 - 16:03 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O Brasil nunca deixou
De ser uma capitania
Algumas partes do País
Não passam de Sesmaria
Chegam uns e se apossam
E formam sua Oligarquia.

Aqui no Ceará nós temos
A oligarquia Ferreira Gomes
Cid, Ciro, Ivo e Patrícia
Esta mudou o sobrenome
Tem o Aníbal Ferreira
Que na calada também come.

A tal da família Sarney
É a dona do Maranhão
Que também se apossou
De outro grande quinhão
Fincou pé no Amapá
Pra dominar a região.

No Espírito Santo tem
Os Camatas muito em alta
Que se revezam no poder
Com o tal Magno Malta
Que se vier a ser cassado
Ao País não fará falta.

A família de Mestrinho
No Amazonas é quem manda
Junto com Bernardo Cabral,
Artur compõe a ciranda
Ainda tem Amazonino
Que é lá daquela banda.

Nós temos pelo Pará
O senhor Almir Gabriel
Tem também Jader Barbalho
Da Sudam levou o mel
Muito cuidado com eles
E com todo seu plantel.

Lá no Rio Grande do Norte
Os Alves são donos reais
Junto com os Rosados
No poder eles são iguais
Sai Rosado entra Alves
O poder não largam mais.

Na bonita Paraíba
Tem a família Mariz
Que sempre viveu no poder
Deixando sua cicratiz
Entra ano e saí ano
E ela ainda pede bis.

Alagoas foi dividida:
Lira, Collor e Vilela
Vivem brigando entre si
Tudo não passa de balela
Eles não querem mesmo
largar essa boa vitela.

Os Francos são os donos
Lá das terras de Sergipe
Só não mandam ainda
Na Barra do Cauípe
Porque fica no Ceará
Pertence a outra equipe.

O Piauí é do Mão Santa
E do Hugo Napoleão.
Alberto Silva manda por lá,
Mas esta é outra questão.
Estado mais pobre do país
E ainda cheio de ladrão.

No Estado de Pernambuco
A coisa é bem diferente
Com Vasconcelos, Maciel
Dividindo com mais gente
Nem por isso o Estado
Deixa de ser indigente.

Antonio Carlos Magalhães
Tomou a velha Bahia
Na época da ditadura
Onde tem sua oligaquia
O estado é dominado
Sob uma forte tirania


Neves, Franco e Azeredo
Gente de Minas Gerais
Se alternam no poder
E querem ainda muito mais
A exceção é Itamar
Porque já perdeu o gás.

Em São Paulo mesmo existe
Um certo revezamento
Mais isso não quer dizer
Que não seja um tormento
Maluf já é deputado
Volta a qualquer momento.

A família Garotinho
Manda no Rio de Janeiro
Do marido vai pra mulher
Ele se elegeu primeiro
Queria ser o presidente;
E mandar em todo o terreiro.

No Paraná temos nós
Osmar Dias e Requião
O segundo é governador
Mas procura reeleição
Eles querem continuar
Com faca e queijo na mão.

Lá no Rio Grande do Sul
Não é muito diferente
Governo de Olívio Dutra
Já não foi tão transparente
Que voltar a governar,
Eleito, não tem quem aguente.

O Esperidião Amim
Lá em Santa Catarina
Quer de novo governar
O estado que domina
Porque quer continuar
A explora aquela mina.

No Mato Grosso do Sul
Tem o tal Zeca do PT
Deixou até de governar
Mas já vão retroceder
Pra aprovar uma lei
Que não dá pra conceber.

Em Goiás Íris Resende
marido ou a mulher
os dois têm nomes iguais
mas em nenhum bote fé
se um pegar o poder
que o outro também quer.

No estado do Tocantins
Os Campos mandam por lá,
Um Campos governador,
Outro senador do lugar
Um Campos foi eleito
Pro estado representar.

A Capital Federal
Foi reduto do Roriz
Cristóvão passou por lá
Joaquim fez o que quis.
Desta vez vai governar
Um pianista infeliz.

As nossas cadeias estão
Repletas de inocentes
Marcola e Beira-Mar
Até que são boa gente
Se eles forem comparados
Com os nossos dirigentes.

Mas nós somos os culpados
Por toda essa situação
Pois não sabemos votar
Elegemos qualquer ladrão
Foram eleitos de novo
Aqueles do mensalão.

Elegemos no Ceará
o dos dólares no cueção
no estado de São Paulo
foi eleito seu irmão
por lá elegeram também
aquele chamado João.

Esse tal Paulo Maluf
Por lá foi eleito também
Prá quem esteve na prisão
Ele se saiu muito bem.
Tem ainda Antônio Palloci,
Se duvidarem vou além.

Da turma da sanguessunga
E também do mensalão
Escapou o Nei Suassuna
E não sei porque razão.
Pra Câmara foi também
Um baita de um viadão.

Disse Romário uma vez:
Pelé calado é um poeta
Mas dele vou discordar
Não como bom atleta
Porque há anos atrás
Pelé foi grande profeta.

Quando afirmou uma vez:
O povo não sabe votar
Ele pode ter dito aquilo
Somente pra agradar
Porque naquela época
Não se podia discordar.

Henrique César Pinheiro
Outubro de 2006.


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1066 vezesFale com o autor