Usina de Letras
Usina de Letras
59 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60373 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9718)

Erótico (13520)

Frases (48263)

Humor (19556)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4181)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139380)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->CABEÇA ERRADIA -- 31/08/2004 - 21:21 (adelay bonolo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos






CABEÇA ERRADIA



Trinta de fevereiro. Ou seria outro dia?

Muitos anos atrás. De peito aberto ao vento,

Cabeça, coração, tudo em contentamento,

Sem preocupação pelas ruas corria!



Corria mais veloz que pode o pensamento,

Livre, sem medo, atrás de pura fantasia.

Mas o tempo passou e aquilo que fazia

Grande angústia me dá se recobrá-lo tento!



Os novos sonhos nem a esperança tardia

Compensam o esforço. Só os momentos perdidos

Na memória de mim já velho mais queria!



Muitas vezes me pego em prantos escondidos,

Sem esperança e fé! Na cabeça erradia

Quantas saudades há dos sonhos não vividos!





Adelay Bonolo





agosto/2004





Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui