Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->Já tô velho e enjambrado a coluna parece um ""S -- 14/12/2006 - 17:54 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Já tô velho e enjambrado
A coluna parece um “S”
Com que se escreve saudade
(Patativa do Assaré)


O tempo é cruel e perverso
não respeita credo nem raça
e esta vida logo passa.
Tudo para nós é adverso
é uma lei do Universo.
Todo dia a gente padece,
muitas coisas a gente esquece
com cérebro enferrujado,
já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Tudo tem começo e fim,
nada foi feito pra semente
para ninguém é diferente,
se morre como um pantim,
somos jogados num jardim.
Mas, depois que a gente cresce,
é a lógica, se padece,
chega-se a ficar cansado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Nós sentimos uma tristeza
se parte uma pessoa querida
numa viagem somente de ida.
Quando a pessoa não tá doente
aumenta a dor que se sente.
O medo dá que estremece
e não tem jeito nem prece,
não se fica à vida agarrado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

A vida é pra ser vivida,
de uma forma boa e sadia
a qualquer hora, qualquer dia
chegará a vez da partida
às vezes não há despedida,
mas depois logo se esquece.
Mesmo com a nossa benesse,
teremos que ser despachado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Por tudo procure aprender
e buscar ser bom cidadão
que se preocupa com irmão.
Muitos dependem de você
até mesmo sem merecer.
Não se abata por estresse
vá sempre em busca da messe
até se estiver alquebrado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Sempre viva o dia de hoje,
o futuro é mesmo incerto,
você precisa ser correto
e da vida nunca se enoje
ainda que sinta um entoje,
não recebe o que merece,
mesmo que na vida tivesse
apanhado e maltratado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Isso aqui é passageiro,
de repente a morte chega
sem aviso se aconchega.
Trace pra ela bom roteiro
não faça nada corriqueiro;
não corra e não se apresse;
rápido o corpo padece.
Procure não ficar zangado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

A vida mesmo com mazela,
e com a sua insegurança
só se pensando em poupança,
ainda continua muito bela
nesta terra azul: singela
com o sol que nos aquece,
guerra que sempre aparece,
não me deixa assim desolado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Também já fui adolescente
e claro que criança também
que nem sempre só fazia bem,
hoje já quarto decrescente
mas, ainda não estou demente.
A idade já estremece
e ruga que já aparece,
andando com muito cuidado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".

Desta vida eu não me canso
mesmo já´perto de Bagdá
devagar ainda dá pra andar
num passo um pouco manso
feito uma carreira de ganso
onde tudo me aborrece
e a barriga já muito cresce
ainda todo descadeirado.
Já tô velho e enjambrado
a coluna parece um "S".


Henrique César Pinheiro
Dezembro/2006
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1076 vezesFale com o autor