Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54414 )
Cartas ( 21031)
Contos (12033)
Cordel (9350)
Crônicas (20802)
Discursos (3098)
Ensaios - (9869)
Erótico (13087)
Frases (39455)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135002)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4089)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->A MINHA ESPOSA, NESSE DIA DOS NAMORADOS -- 01/07/2015 - 21:26 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Esta carta é em comemoração ao “Dia dos Namorados”. Como o próprio título diz, eu a escrevi para minha esposa. Agora estou tornando-a publica. Talvez até sirva de inspiração para alguém.

Já nem sei mais como tudo começou, pois não foi como a maioria das histórias de amor começam. Não foi com uma paixão fulminante ou com um amor a primeira vista. Foi com uma amizade, que, ao se aprofundar, levou-nos a expor um para o outro nossos problemas, nossas decepções e nossas aspirações. E isso nos permitiu ver um no outro não a beleza exterior – embora você fosse dotada dessa beleza também --, mas antes de tudo a beleza interior. E acho que isso nos levou a encontrar um no outro aquilo que tantas vezes tínhamos procurado em vão – pelo menos esse foi o meu caso – o carinho e o respeito.
Apesar disso, da certeza de que talvez tivéssemos chegado ao fim da procura, não confessávamos nossos sentimentos um ao outro, embora confessássemos todo o resto, talvez por medo de uma decepção. Mas o acaso deu a sua mãozinha. Confesso-te que fiquei confuso num primeiro momento, mas o que sentíamos já não dava mais para esconder. A vontade e o desejo de termos um ao outro foi se tornando difícil de conter. Era como uma força que a cada dia crescia mais e mais, dominando-nos – principalmente a mim – e quase nos levando ao desespero. Ah, como eu te desejava!
Enfim... aquele beijo, o qual me provocou um turbilhão de sensações e emoções, selou tudo. Então tive a certeza do que queria, do que precisava fazer para te ter para sempre; pois eu já não tinha mais dúvida de que você era a minha outra metade que eu vinha procurando a tanto tempo.
Hoje, depois de todos esses anos, tenho a certeza de que fizemos a escolha certa, de que, muitas vezes, o grande amor da nossa vida está nos lugares mais improváveis e onde menos esperamos. Acredito que, de todas as escolhas que fiz até hoje, você foi a melhor, foi aquela em que em nenhum momento me ocorreu a dúvida, aquela pergunta que muitas vezes nos ocorre após tê-la feito: “Será que fiz a escolha certa?”. Não meu amor, nunca me fiz essa pergunta porque sempre tive a certeza de ter feito a escolha certa.
Apesar de todos esses anos, passar um dia longe de você ainda me faz sentir a tua falta, ainda me causa aquela preocupação tão comum aos amantes quando mergulhados nas mais intensas chamas do amor, ainda me faz querer que você estivesse junto a mim naquele momento. Apesar de todos esses anos, o meu amor por ti não arrefeceu em nada: apenas perdeu uns trações aqui, outros ali mas por outro lado adquiriu novos traços acolá, mantendo a sua essência, a felicidade e o prazer de te ter ao meu lado; aliás, como nós mesmos, cuja aparência vai mudando com o passar do tempo sem que isso nos impeça de sermos nós mesmos.
Nesse dia tão festejado pelos amantes, eu não poderia deixar de te confessar o meu amor, um amor que, com a vida corrida que a gente leva, é relegado, muitas vezes, ao segundo plano. Talvez eu nem precisasse te dizer que as mulheres sentem uma necessidade incompreensível para nós homens de ouvir aquela bela frase “Eu te Amo”, como se todas as outras demonstrações de amor, todos os sacrifícios – embora em nome do amor nenhum sacrifício é um sacrifício de fato -- que fazemos para demonstrá-lo não valessem de nada. Da mesma forma que eu gosto de ouvir o teu “Te Amo!”, sei que você também gosta de ouvir o meu. Por isso eu te entendo. Assim te digo um milhão de vezes: TE AMO!, TE AMO! E TE AMO!
Foi você quem eu escolhi para me acompanhar nessa viagem fascinante e cheia de surpresas pela vida. E nesses 13 anos fomos muito felizes. E que assim seja até o fim. E que continuemos sendo esse casal maravilho, harmônico, cujos mais duros desafios não afetam o que sentimos um pelo outro. E mais uma vez, para finalizar, digo-te: TE AMO, minha negrinha!




ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO MEU BLOG
NO GOOGLE+
NO FACEBOOK
TWITTER
NO TUMBLR


CONFIRA OS MEUS TEXTOS MAIS LIDOS


LEIA TAMBÉM:
SOB O VENTO DAS EMOÇÕES
EU QUERIA PARAR O TEMPO
A DOLOROSA ESPERA POR VOCÊ
ENTRE NÓS NÃO DÁ MAIS
O AMOR PODE SER MINHA SALVAÇÃO
ESTÁ TUDO ACABADO
VOCÊ, MINHA ÚNICA CERTEZA
PARA MINHA ESPOSA EM SEU ANIVERSÁRIO
O INFINITO PRAZER DE ESTAR CONTIGO
EU NÃO SEI MENTIR PARA VOCÊ
A VOCÊ, QUE SAIU ÀS RUAS PARA PROTESTAR
MEDO DE CONFESSAR
MÃE, PARA VOCÊ
VOCÊ ME FEZ NASCER DE NOVO
QUANDO O AMOR DESPERTOU
EU NÃO SEI VIVER SEM VOCÊ
OS SEGREDOS QUE GUARDAS NA ALMA
MEU AMOR, O QUANTO ME SIGNIFICA ESSE DIA
NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui