Usina de Letras
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59672 )

Cartas ( 21255)

Contos (13340)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47225)

Humor (19422)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3942)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138797)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5662)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



ANTONIO MIRANDA                Total de Textos: 274 Siga o Autor Patrocine o autor
TituloCategoriaAcessos
  1808 Poesias
  4 DE AGOSTO DE 1940 Poesias
  A CASA DA CHÁCARA Poesias
  A CASA EM QUE NASCI Poesias
  A CATIVA E O RESSURRECTO Contos
  A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E A TEORIA DO CONHECIMENTO OBJETIVO: Artigos
  A ESCULTURA COMO FORMA E COMO SIGNIFICADO Ensaios
  A EXASPERAÇÃO DO SER Poesias
  A FOTO OXIDADA Poesias
  A FRUTA Poesias
  A LEITURA CONSUMINDO A VIDA Crônicas
  A QUESTÃO DA BIBLIOTECA NACIONAL DE BRASÍLIA Artigos
  A RAZÃO DA SEM-RAZÃO Poesias
  A SENILIDADE DO BARÃO Poesias
  A TESE DE EDGAR MORIN E A POESIA DE ANDERSON BRAGA HORTA Ensaios
  AD NAUSEUM Poesias
  ADEUS (para PEDRO ALMODÓVAR) Poesias
  AERÓBICA Crônicas
  AGONIA Poesias
  ALDISIO FILGUEIRAS: A PALAVRA INVENTA E DEVORA - [poesia] Ensaios
  ALEGORIA E REALIDADES REINTERPRETADAS Ensaios
  AMOR DE QUALQUER JEITO Poesias
  AMÉRICA LATINA NO PORTA-RETRATOS Crônicas
  ANCESTRES Poesias
  ANJOS PERVERTIDOS Poesias
  ANTEPASTO Poesias
  ANTES DE TUDO UM FORTE?! Poesias
  ANTONIO MIRANDA POR ELE MESMO Ensaios
  ANTROPOFAGIA [CINEMA BRASILEIRO] Crônicas
  ANTROPOFAGIAS Poesias
  AO MEU ENTERRO Poesias
  AO POETA NARCISISTA Poesias
  ARIGÓ Crônicas
  ARTE BARROCA Poesias
  AS FRONTEIRAS Poesias
  AS ORIGENS DA CRÍTICA LITERÁRIA Ensaios
  AS PALAVRAS Poesias
  AS VIRTUDES CANALHAS E OS NERVOS DE AÇO Crônicas
  ASAS DE BORBOLETAS Poesias
  ASSIM MESMO Poesias
  AUGUSTO BOAL E O TORTURADOR Crônicas
  AUTO-RETRATO Poesias
  AUTOCONHECIMENTO PELO CORPO Poesias
  AVENIDA CORRIENTES Poesias
  BABYSITTER DE CACHORRO Crônicas
  BARCA DE CATAÑO Crônicas
  BIBLIOTECA NACIONAL DE BRASÍLIA : apontamentos de uma entrev Redação
  BIBLIOTECA NACIONAL DE BRASÍLIA. DO PESADELO AO SONHO Artigos
  BIBLIOTECA NACIONAL DE BRASÍLIA:uma proposta para seu acerva Ensaios
  BLOWING IN THE WIND Crônicas
  BOOM E SATURAÇÃO NA INTERNET Ensaios
  BORDADOS E LABIRINTOS Poesias
  CAIU DE BOCA Contos
  CAIXA DOIS E METÁSTASE Poesias
  CAP DE MAR [UMA PRAIA DO CARIBE] Crônicas
  CASAMENTO EM NAGUABO Crônicas
  CIDADES BARROCAS Poesias
  CLARO ENIGMA & POESIA (maneirismo metapoético) Poesias
  COM MENOTTI DEL PICCHIA Poesias
  COMUTAÇÃO BIBLIOGRÁFICA: Artigos
  CONDICIONADOS Poesias
  CONDICIONAMENTOS Crônicas
  CONFISSÃO Poesias
  CONFISSÃO Poesias
  CONVITE AOS POETAS Crônicas
  CONVITE AOS POETAS Redação
  CORPO FRATURADO Poesias
  CRISE Poesias
  CUBA COR-DE-ROSA Crônicas
  CUBISMO VERBAL Poesias
  DA PERSPECTIVA DO CORPO Poesias
  DASGAY Poesias
  DASLU x DASPU Poesias
  DE MIM Crônicas
  DE NOVO, O VERÃO EM NÓS Crônicas
  DEBAIXO DA PELE Poesias
  DEFINIÇÃO DO PROFISSIONAL DA INFORMAÇÃO Artigos
  DESCOBERTA DAS ÁGUAS Poesias
  DESCOMUNAL E DESCONCERTANTE Contos
  DESCONSTRUINDO Poesias
  DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO Poesias
  DESPEDIDA DE CASADA Poesias
  DESPEDIDAS Crônicas
  DEUS Poesias
  DIALÉTICA DA CRIAÇÃO Poesias
  DIALÉTICA Poesias
  DISJUNTOS Poesias
  DIÁRIO SEM AUTORIA Poesias
  DO OUTRO LADO DA VIDA Poesias
  DOIS PERSONAGENS EM BUSCA DE UM AUTOR Crônicas
  DÍPTICOS Poesias
  EL HOMBRE NUEVO / CUBA Crônicas
  EM MONASTIR Poesias
  EM STONEHENGE Poesias
  ENQUANTO EXISTO, RESISTO Poesias
  ENTREVISTA COM ANTONIO MIRANDA SOBRE LITERATURA NA INTERNET Ensaios
  ESCREVO DE PÉ ANDANDO Poesias
  ESTAR CAZUZA Poesias
  ESTATISTICAMENTE EU JÁ MORRI Poesias
  ESTOU LOGADO EM VOCÊS Poesias
  ESTRANHAMENTO Crônicas
  EU ME DELETO Poesias
  EU NÃO QUERO NASCER Poesias
  EU SOU MUITOS Poesias
  EU, KONSTANTINOS KAVÁFIS -III Poesias
  EU, KONSTANTINOS KAVÁFIS -I Poesias
  EU, KONSTANTINOS KAVÁFIS -XII Poesias
  EU, KONSTANTINOS KAVÁFIS -X Poesias
  EU, O OUTRO Crônicas
  EXCURSÃO AO LITORAL Poesias
  FAUNA E FLORA (CERRADO) Poesias
  FESTIVAL DE POESIA DE GOYAZ Crônicas
  FINALMENTE, UM FILME POLITICAMENTE INCORRETO Crônicas
  FOGOS DE ARTIFíCIO Crônicas
  FORMANDO E CONFORMANDO O HÁBITO DA LEITURA Ensaios
  FOTOMONTAGENS Poesias
  FRESAS Y CHOCOLATE Crônicas
  FRIEND OF MINE Poesias
  FRUTO DO AMOR Crônicas
  GARRAFA AO MAR Crônicas
  GRAFITAGEM E EXORCISMO Poesias
  GRANDE SERTÃO VEREDAS Poesias
  HAMBURGER ASSASSINO Poesias
  HAVIA Poesias
  HIPOCONDRIA Crônicas
  HOMOSSEXUALISMO: OPÇÃO OU NÃO? Artigos
  I BIENAL INTERNACIONAL DE POESIA EM BRASILIA Poesias
  I BIENAL INTERNACIONAL DE POESÌA EN BRASÍLIA Artigos
  IDENTIDADE REVERSA Poesias
  IN MEMORIAN DE DANILO LÔBO Poesias
  INCIDENTE Crônicas
  INSONE Poesias
  INSTANTÂNEAS DA MORTE Poesias
  INTERTEXTUALIZANDO CÉSAR VALLEJO Poesias
  INTERVENÇÃO URBANA NA PAISAGEM DE BRASÍLIA: Crônicas
  INTRADUZÍVEL Poesias
  INVADIRAM O CONGRESSO NACIONAL Poesias
  KITSCH Crônicas
  LA GUAGUA AEREA Crônicas
  LA SONATA DE LOS FANTASMAS Crônicas
  LA TERCERA MUERTE DE NERUDA Poesias
  LEMBRANÇAS DO PASQUIM Crônicas
  LETRA DE MÚSICA É POESIA? Crônicas
  LIXÃO ESCATOLÓGICO Poesias
  LOST CITIES IN THE AMAZON [CIDADES PERDIDAS NO AMAZONAS Crônicas
  LUA CHEIA E BESTEIROL Crônicas
  MAIS QUE NADA [NO BAR] Crônicas
  MAIS QUE NADA Poesias
  MANCHETES DE JORNAL E DERIVAÇÕES Poesias
  MARIA & JOSÉ Poesias
  MATURIDADE E PLENITUDE Crônicas
  MATURIDADE Poesias
  MEDITAÇÕES SOBRE A MORTE Poesias
  MEMÓRIA DA PELE Contos
  METAPOEMA Poesias
  MEU NOME Poesias
  MEU PAI Poesias
  MEU QUERIDO ZIMBA memorial em homenagem a Zbigniew Ziembinsk Crônicas
  MILAGRE DO BURACO DO METRÔ Poesias
  MINHA MÃE Poesias
  MISUNDERSTANDING Crônicas
  MOBILIDADE SOCIAL Poesias
  MOCHILEIRO NO TEMPO Poesias
  MORTO E ENCLAUSURADO Crônicas
  MÁ EDUCAÇÃO Poesias
  NA FORÇA DAS ÁGUAS REVOLTAS [E DRUMMOND NAS ENTRELINHAS] Crônicas
  NAVIO DE PAPEL Crônicas
  NEGRITUDE Crônicas
  NINGUÉM Poesias
  NO JARDIM BOTÂNICO Crônicas
  NO MERCADO Crônicas
  NO PRESENTE A MENTE O CORPO É DIFERENTE Crônicas
  NOTÍCIAS DE VIAGEM Poesias
  NOTÍCIAS DO BRASIL Crônicas
  NOVA IGUAÇU Poesias
  NOVA IORQUE, NOVA IORQUE Crônicas
  NUDEZ E CATEQUESE Poesias
  NÃO-LUGARES Poesias
  O ANJO PORNOGRÁFICO Poesias
  O BONDE Poesias
  O BURACO MAIS CARO DO MUNDO Contos
  O CASAMENTO Poesias
  O CERRADO Poesias
  O CIRCO CHEGOU Poesias
  O ENIGMA DE PORTINARI Poesias
  O FUTURO JÁ ERA Poesias
  O MAIOR POETA Poesias
  O MELHOR DE DOIS MUNDOS Crônicas
  O MODERNISMO É TÃO ANTIGO Ensaios
  O PAN E A POESIA: ESPECULAÇÕES Crônicas
  O POETA ANTROPOFÁLICO Poesias
  O POETA VIANDANTE Poesias
  O POÇO Poesias
  O QUE SE VÊ Poesias
  O SENHOR DITADOR Poesias
  OLD SAN JUAN, PUERTO RICO Crônicas
  OLDIES [VELHARIAS MUSICAIS] Crônicas
  OLHO DE VIDRO = para o seu blog Poesias
  ONDE ESTAVA DEUS Poesias
  ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDOS E IDENTIDADE CULTURAL [Inclusão e e Artigos
  ORLANDO [VIRGINIA WOOLF E A SEXUALIDADE] Crônicas
  OS BÁRBAROS JÁ CHEGARAM Poesias
  OS DONOS DO PODER Poesias
  OS PILOTIS Poesias
  OS POEMAS SECRETOS DE KAVÁFIS Ensaios
  OS VÁRIOS EUS (maneirismo literário) Poesias
  PAISAGEM DECOMPOSTA Crônicas
  PANTANAL – MAR DE XARAÉS Poesias
  PARMÊNIDES E O SER Poesias
  PARTIDOS-REPARTIDOS Poesias
  PAÍS DE/DO FUTURO Poesias
  PAÍS INCONCLUSO Poesias
  PERPLEXIDADES Poesias
  PICASSO: "YO NO BUSCO, YO ENCUENTRO" Crônicas
  PILOTAGEM DEFENSIVA (NO CURSINHO DO DETRAN) Crônicas
  PLANO PARA EVACUAR O SENADO FEDERAL Poesias
  PLENITUDE Crônicas
  POESIA NA WEB: QUO VADIS Ensaios
  POESIA VISUAL Ensaios
  POETAS MALDITOS Poesias
  POLÍTICAS E PLANEJAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NO BRASIL Artigos
  PONTA DO ICEBERG: com a proliferação dos blogs e multiplica Artigos
  POVOAMENTO E CRUZAMENTO RACIAL Poesias
  POVOAMENTO E CRUZAMENTO RACIAL Poesias
  POVOS DE RUA Poesias
  PRAZER COMO ROTINA Crônicas
  PRESENÇA DO BRASIL [EM PORTO RICO] Crônicas
  PRESSENTIMENTO Poesias
  PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI Poesias
  PÃO COM FORMIGAS Crônicas
  PÓLEN-POEMA Poesias
  QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ Crônicas
  RADICAL Poesias
  RAZÃO E SEM-RAZÃO Poesias
  REFLEXÃO PARALELA [DISCOS DE VINIL] Crônicas
  RELÓGIO NÃO MARQUE AS HORAS Crônicas
  RETRATO DE NILDO Poesias
  RETRATO SEM BEIRADAS Crônicas
  RETRATOS Crônicas
  RIO DE JANEIRO MADRUGADA 1957 Poesias
  RODOVIÁRIA DO PLANO PILOTO Poesias
  SAMBAQUIS Poesias
  SAUDADES DO FUTURO Poesias
  SAUDADE Crônicas
  SE ME MOVO Poesias
  SEM TUDO SEM NADA Poesias
  SEQÜESTRO RELÂMPAGO Contos
  SIM PORQUE SIM Crônicas
  SOBRE O INFINITO DE GIORDANO BRUNO Poesias
  SOLIDÃO NOSSA DE CADA DIA Crônicas
  SOLSTÍCIO DE INVERNO Poesias
  STEVEN LEVITT E OS TRAVESTIS Poesias
  SÃO FERNANDO BEIRA-MAR Poesias
  TANTO SOL Poesias
  TATUAGENS Poesias
  TERRA BRASILIS: PROPOSTA DE UM POEMA-ENSAIO VIA INTERNET Ensaios
  TRALHAS E TRILHAS Poesias
  UM DESMEMORIAL Poesias
  UNIDADE NA DIVERSIDADE Crônicas
  VEINTE ANOS NO ES NADA Crônicas
  VERDADES INVERÍDICAS (INCRÍVEIS?) Poesias
  VERDADES OFICIAIS Poesias
  VERITAS Poesias
  VIDA E LITERATURA Crônicas
  VIDA INTELIGENTE NO ENEM Poesias
  VIDA MÍNIMA Crônicas
  VIRTUDES CANALHAS OU A DIETA DO SEMIDEUS Contos
  VIVER A PRÓPRIA FANTASIA Crônicas
  VIVER É MORRER Crônicas
  VOLVER A LOS DIECISIETE Crônicas
  VÔO NOTURNO Crônicas
  ¿DÓNDE ESTABA DIOS? Poesias
  À BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS Crônicas
  ÂNGELO Contos
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui